22.4 C
Rio Branco
27 novembro 2021 5:24 am

Leo de Brito homenageia servidores públicos e reitera apoio contra a PEC 32

POR ASCOM

Última atualização em 28/10/2021 10:12

No Dia do Servidor Público, o deputado federal Leo de Brito (PT) se pronunciou na Câmara dos Deputados para homenagear os servidores públicos. O parlamentar acreano, que também é professor de Direito da Universidade Federal do Acre, destacou a importância desses trabalhadores para o bom desenvolvimento do país.

“Eles [servidores] que no dia a dia estão nas escolas ensinando, nas universidades pesquisando. Eles que no dia a dia estão ajudando na segurança pública do nosso país, na assistência social, cumprindo o papel de polícia na fiscalização nos diversos órgãos do Estado. Eles que estão no Sistema Único de Saúde [SUS] fazendo desse serviço uma referência mundial e que têm o papel de levar bons serviços públicos para os cidadãos”, destacou.

Leo de Brito mencionou ainda a importância que muitos trabalhadores do serviço público foram fundamentais no enfrentamento à pandemia. Um dos momentos mais críticos da história recente da humanidade em que profissionais da área de saúde, principalmente, precisaram estar na linha de frente dos trabalhos para salvar milhares de vidas.

“Faço essa homenagem especial aos servidores públicos e as servidoras públicas do nosso país porque eles merecem reconhecimento pela dedicação de levar bons serviços aos cidadãos”, afirma.

Contudo, o parlamentar lembra que os trabalhadores do setor público estão enfrentando uma batalha contra o governo de Bolsonaro que apresentou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32 que promove mudanças no serviço público.

“O governo federal mandou um verdadeiro presente de grego aos servidores públicos que é a PEC 32. Essa PEC que quer destruir as carreiras do serviço público, que quer encaminhar os recursos do SUS para o setor privado, recursos do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica] para o setor privado, que desmonta o Estado brasileiro, prevê a redução de salários com a redução de jornada de trabalho e que será a PEC do apadrinhamento político”, pontua.

Leo comenta que mesmo com toda articulação feita pela base de governo, a proposta não tem sido bem aceita na Câmara dos Deputados pela maioria dos parlamentares e ressaltou que a mobilização que as lideranças sindicais têm realizado está sendo fundamental para derrubar a PEC 32.

“Fico feliz que o governo Bolsonaro não tem votos para aprovar essa PEC no plenário, nem tampouco no Senado. E os deputados desta Casa já sabem: Quem votar, não volta! Vamos em frente, na defesa do serviço público e dos servidores porque precisamos do serviço público para que possamos um país cada vez melhor”, concluiu.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!