25.3 C
Rio Branco
14 janeiro 2022 3:32 pm

Após deputada ser acusada de invadir Fundhacre, sindicato se manifesta em nota

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 14/01/2022 15:32

O Sindicato dos Profissionais Auxiliares, Técnicos em Enfermagem e Enfermeiros do Estado do Acre (Spate/Ac) tornou público nesta sexta-feira (14) uma nota de repúdio alusiva à Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), e seu presidente, João Paulo Silva. 

A sigla se manifestou após João Paulo dar uma entrevista ao ContilNet, nesta quinta-feira (14), sobre a ida da deputada Mara Rocha aos diversos setores da Fundação sem a ciência do gestor. 

SAIBA MAIS: Após invadir Fundhacre e causar confusão, deputada Mara Rocha é recebida pela direção do Hospital

“Na data de ontem, 13, o Sr. João Paulo deu declarações descabidas a respeito da visita da Deputada Federal Mara Rocha nos diversos setores da Fundação, afirmando que houve uma invasão à unidade com o objetivo de criar fato político e que a visita foi grotesca e criminosa”, diz um trecho. 

VEJA TAMBÉM: Após invadir Fundhacre e causar confusão, deputada Mara Rocha é recebida pela direção do Hospital

O Spat argumenta que havia uma reunião agendada com o diretor para debater sobre o déficit de profissionais, técnicos de enfermagem, falta de condições de trabalho e má alimentação na unidade, e que Mara estava nas dependências do hospital para conhecer e acompanhou a categoria. 

Ao final, a nota afirma que “durante a reunião, os diretores da Fundhacre ouviram atentamente as reivindicações, comprometeram-se em levar soluções imediatas e buscar melhorias no que estiver ao alcance deles”.

Informaram, ainda, que, “com relação à contratação de novos profissionais a responsabilidade é do Estado, da Secretaria de Estado de Saúde – Sesacre, mas que irão solicitar (à Sesacre) novas contratações de técnicos de enfermagem que possam suprir o déficit e atender as demandas do hospital, já que, na atual situação os profissionais estão sobrecarregados, o que consequentemente acaba afetando no atendimento aos pacientes”.

Ao ContilNet, a presidência da Fundação Hospitalar do Acre alega que desconhece a agenda. Informa que a data mencionada não foi marcada com o presidente, João Paulo Silva. Ainda assim, mesmo sem estar em agenda, todos foram atendidos por profissionais da Fundhacre, que representam a diretoria.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.