31.3 C
Rio Branco
13 maio 2022 5:02 pm

Primeiro caso de gripe aviária H3N8 em humano é confirmado na China

POR TUDO CELULAR

Última atualização em 28/04/2022 21:07

A China reportou ontem, terça-feira (26), a primeira infecção humana pela variante H3N8 da gripe aviária. Porém, a autoridade sanitária do país acrescentou que o risco de transmissão para outras pessoas é relativamente baixo.

De acordo com o governo chinês, o primeiro caso foi confirmado em um menino de quatro anos, que mora na província de Henan, na região central do país, e ele teria sido infectado após ter contato com galinhas e corvos criados em casa.

O quadro de saúde apresentado no garoto foi de febre acompanhada de sintomas gripais, que iniciaram no dia 5 de abril. Em nota a Comissão Nacional de Saúde da China afirmou que ninguém próximo ao menino também desenvolveu a infecção.

Segundo especialistas no tema, o risco de disseminação da H3N8 entre pessoas é baixo e a variante é mais comum em cavalos e cães. No começo deste ano, vários casos letais foram registrados em granjas nos Estados Unidos.

A autoridade sanitária chinesa afirmou também que um estudo inicial apontou que essa variante não tem capacidade de infectar efetivamente humanos, mas o monitoramento deve seguir para evitar possíveis mutações no vírus.

A análise da sequência do genoma do vírus encontrado no garoto indicou que a infecção dele se deu por um rearranjo. Geralmente, isso acontece quando dois vírus infectam uma mesma célula ao mesmo tempo.

Estudiosos apontam que o fato da China possuir enormes populações de aves de criação e selvagens acaba colaborando para o desenvolvimento de um ambiente ideal para que os vírus aviários se misturem e sofram mutações.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.863 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.