20 de fevereiro de 2024

CS: fãs recriam jogo original através do CS:GO

Mod busca recriar o título original na engine de Counter-Strike: Global Offensive

Mod busca recriar o CS original no CS:GO — Foto: Reprodução/moddb

Mod busca recriar o CS original no CS:GO — Foto: Reprodução/moddb

Um grupo de fãs intitulados Classic Offensive Dev Team, está trazendo a versão original de Counter-Strike (CS) de volta a vida através de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Batizado de Classic Offensive, o mod, busca trazer todo o charme do jogo original para o estilo de jogabilidade do Counter-Strike: Global Offensive, misturando assim um pouco de nostalgia com algo mais atual.

O mod como um todo busca recriar a estética da primeira era de Counter-Strike, ignorando os relançamentos Source e Condition Zero. As armas possuem além de seus visuais, efeitos sonoros que eram utilizados na versão original do CS, incluindo o icônico barulho em tom alto da AK-47 e da AWP. Além disso, os mapas buscam recriar os layouts clássicos.

Apesar do mod utilizar algumas mecânicas introduzidas em CS:GO, a adição de skins foi algo ignorado pelos desenvolvedores da modificação. A decisão para não incluir cosméticos é, de acordo com a equipe de desenvolvimento na página da modificação no site moddb, uma forma de manter a experiência o mais próxima possível do CS original. Vale lembrar que CS:GO permite skins em armas, com algumas custando em torno de até R$ 10 mil.

De momento, o mod se encontra disponível para download no site moddb, futuramente chegando a loja da Steam também. Por enquanto, não é possível jogar a modificação de forma online, pois a equipe de desenvolvimento não tem acesso ao código fonte do CS:GO. Apenas duelos contra Bots estão disponíveis.

Counter-Strike foi originalmente lançado como uma modificação do jogo Half Life em 1999. O jogo foi um grande sucesso no inicio dos anos 2000, especialmente no Brasil, onde vários jogadores puderam experimenta-lo em Lan Houses espalhadas por todo o país. Recentemente, a Valve, empresa responsável pelos direitos da série, lançou Counter-Strike 2, que tem recebido algumas críticas de fãs.

PUBLICIDADE