21 de abril de 2024

Estudante cria método que pretende monitorar riscos de incêndio e ajudar no controle de desastres

No estudo, a equipe de pesquisadores desenvolveu um novo modelo de risco de incêndio para Rio Branco

O aluno Kennedy da Silva Melo, do mestrado em Ciência Florestal (Ciflor), da Universidade Federal do Acre (Ufac), publicou, em inglês, o artigo “As consequências das Mudanças Climáticas na Amazônia Ocidental Brasileira: Uma Nova Proposta para um Modelo de Risco de Incêndio em Rio Branco, Acre”, na revista “Forests”, uma das mais conceituadas no mundo sobre o assunto.

Pesquisa foi publicada na Revista Forests/Reprodução

O trabalho tem como coautores do artigo Rafael Coll Delgado (orientador), Marcos Gervasio Pereira (UFRRJ) e Givanildo Pereira Ortega.

No estudo, a equipe de pesquisadores desenvolveu um novo modelo de risco de incêndio para Rio Branco, através de dados meteorológicos, uso da terra com uma resolução temporal-espacial para estudar e monitorar a capital acreana.

O modelo de risco de incêndio criado poderá auxiliar a Defesa Civil e órgãos do Estado para monitoramento em tempo real/Reprodução

Como um dos focos da pesquisa, o novo método deve auxiliar a Defesa Civil e órgãos do Estado no monitoramento em tempo real e em longo prazo. “Sabemos que, muito em breve, a estação chuvosa dará lugar à estação seca e, pelos modelos climáticos que fazem essas previsões, os incêndios tenderão a ser mais severos”, explicou o professor Rafael Coll Delgado, orientador do trabalho.

“Esse modelo poderá alertar a sociedade e servirá de orientação e benefício para a sociedade civil”, completou.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost