20 de abril de 2024

Possibilidade de não eleger nenhum prefeito no Acre acende alerta no PT Nacional

Confira detalhes sobre as articulações do partido, na coluna 'Pimenta no Reino', do jornalista Matheus Mello

O PT tem atualmente um prefeito no Acre: Bira Vasconcellos, em Xapuri. Porém, no terceiro mandato, ele está impedido de concorrer a reeleição. Sendo assim, o partido do presidente Lula no estado corre o risco de sair mais enfraquecido do que nunca nestas eleições municipais. Fontes ligadas aos medalhões petistas, disseram à coluna que essa possibilidade acendeu um alerta vermelho na Executiva Municipal do PT, que não pretende repetir o fracasso de 2020, quando o partido conseguiu eleger apenas 183 prefeitos no país. No Acre, na última eleição, o PT elegeu 3 prefeitos, todos no interior: Fernanda Hassem (Brasileia), Jerry Correia (Assis Brasil) e Bira Vasconcellos (Xapuri). Porém, o partido expulsou 2 por infidelidade partidária e vai correr atrás do prejuízo em 2024.

PT segue apenas com um prefeito eleito no Acre/Reprodução

Presidente convocou

O alerta vai resultar em uma reunião entre as Executivas de todo o país, que deve acontecer nas próximas semanas em Brasília, comandada pela presidente Gleisi Hoffmann. O PT do Acre deve ter presença mais que confirmada.

Lula vai ser acionado

Para evitar esse fracasso não só no Acre, mas em todo o país, o PT vai apelar para o presidente Lula e intensificar as visitas dele nas capitais e em municípios considerados importantes para o partido, principalmente no G96, grupo conhecido por reunir as 26 capitais onde são realizadas eleições municipais e os municípios com número de eleitores superior a 200 mil. Desse grupo, no Acre, há apenas a capital Rio Branco.

Ajuda mesmo?

Porém, pela primeira vez em anos, o PT não terá um candidato majoritário em Rio Branco. Ou seja, Lula deverá subir no palanque do MDB e pedir votos para Marcus Alexandre. Dizem alguns que isso mais atrapalha do que ajuda a candidatura do ex-petista.

Última vitória

Falando em Marcus, ele foi a última grande vitória do PT nas disputas nas capitais. Em 2016, ele foi reeleito no 1º turno, algo que não acontece desde então.

E quais os caminhos do PT no Acre?

Até agora, o PT ainda não decidiu o nome que deverá concorrer à sucessão de Bira Vasconcellos em Xapuri. Já em Brasileia, com a expulsão de Fernanda, o partido definiu Marinete Mesquita como candidata. Em Epitaciolândia, Neide Lopes foi a escolhida para disputar a Prefeitura do município.

Não vai ter candidato

Em Senador Guiomard, o partido anunciou que não terá candidatura própria e vai apoiar o nome de Gilson da Funerária nas eleições.

Modo PT de governar

O presidente do PT no Acre, Daniel Zen, disse em entrevista à TV PT, em comemoração aos 44 anos da sigla, que o partido conseguiu colocar em prática no estado o modo “petista de governar, trazendo melhorias nos serviços e na qualidade de vida”. E é justamente esse modo político que governou o Acre por 20 anos que deve voltar a ser colocado em prática nas estratégias de campanha do partido, principalmente em 2026, onde dizem que Jorge Viana deve disputar mais uma vez a vaga no Senado Federal.

Deixaram de lado

Em meio a imbróglio do Progressistas, a deputada Socorro Neri e o prefeito Tião Bocalom deixaram de lado as intrigas e se reuniram em Brasília nesta semana.

“Reafirmei ao prefeito que destinarei recursos e que estou à disposição para acompanhar outras demandas que ele considere necessário.
Nosso foco é o bem coletivo. Sigamos juntos”, escreveu a parlamentar, que preside a Executiva do PP em Rio Branco.

Avisa aí!

O MDB está mais que ciente de que Jessica Sales vai mesmo concorrer à Prefeitura de Cruzeiro do Sul. Até agora nada saiu da boca da ex-deputada federal. Porém, seus pais já informaram a cúpula do partido que a candidatura da filha está de pé.

Falando em MDB

Outra candidato praticamente sacramentada é a do delegado Railson Ferreira, que deve disputar a Prefeitura de Feijó pelo MDB. Ele lidera as pesquisas de intenção de votos no município.

Agarrou a pauta

O deputado estadual Fagner Calegário voltou a ganhar pontos com a comunidade LGBTQIAPN+. Desta vez, uma emenda de R$ 100 mil foi destinada pelo parlamentar para a compra de hormônios para o ambulatório especializado em atendimento a pessoas transexuais e travestis.

Pé na porta

O secretário de Cuidados com a Cidade, Joabe Lira, já está a um pé de entrar na Câmara Municipal de Rio Branco. A candidatura dele disparou nas últimas semanas e ele deve ser um dos fortes candidatos a uma cadeira.

Nomes de peso que não são políticos

Na gestão Cameli há nomes de grande influência e gestores competentes que não tem pretenção política, mas que se arriscassem na vida pública, seriam exímios parlamentares. É o caso da diretora da OCA, Francisca Britto, que conseguiu dar uma repaginada em uma das instituições mais importantes do Estado. Sob a gestão dela, o governo inaugurou outras 2 Centrais: em Cruzeiro do Sul e Brasiléia. Extremamente querida, dizem alguns que ela merecia ocupar um cargo de secretária no governo.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost