25 de maio de 2024

Mergulhadores do pó: quadrilha usa navios para enviar cocaína à Europa

Operação da PF cumpre 38 mandados no RS, SC e PR contra grupo especializado em enviar cocaína nas caixas de mar de navios de carga

Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (16/4), a Operação Escafandria, com o objetivo de desarticular organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas pela via marítima, por meio do Porto de Rio Grande, em Santa Catarina.

Policiais federais, com o apoio da Receita Federal, da Marinha e da Brigada Militar, cumprem 12 mandados de prisão preventiva e 26 de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e no Paraná.

As ações também contam com a cooperação policial internacional, com a participação da Europol e da Polícia da Alemanha para o cumprimento de um mandado de prisão no exterior.

PF/Divulgação

A investigação iniciou, em 2022, após o recebimento de informações de que um grupo com integrantes da Rio Grande e dos estados de Santa Catarina e Paraná estaria realizando atividades relacionadas ao tráfico de drogas a partir do porto da cidade.

Após diligências e levantamentos realizados, a Polícia Federal verificou que o grupo enviava cocaína para outros países, utilizando mergulhadores para esconder a droga na caixa de mar das embarcações.

A caixa de mar é um compartimento localizado na parte externa da embarcação, abaixo da linha da água, e tem por função resfriar o motor, abastecer o sistema de combate a incêndio e descarregar água do navio.

Uma carga de 198 quilos de cocaína enviada pelo grupo foi apreendida pela Guardia Civil da Espanha, no Porto de Las Palmas, em agosto de 2023, em um navio que havia partido do Porto de Rio Grande.

O nome da operação “Escafandria” está relacionado ao método utilizado pelo grupo para colocação da droga nos navios.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost