Torcedor fanático cria “vaquinha” para financiar clube do coração

A meta de arrecadação para o time ficou estipulada no valor de R$ 100 mil, e os interessados em colaborar podem acessar a página através do site Kickante

Com o objetivo de ajudar financeiramente o time de futebol Sport Club Humaitá, o torcedor Fernando Souza recorreu à internet e às redes sociais para lançar a campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) “Rumo à Série D”.

As arrecadações nas plataformas de crowdfunding geralmente são voltadas para estimular o interesse de pessoas físicas, que fazem doações em prol da causa anunciada. Entre os principais financiamentos estão campanhas para artistas, desenvolvimento de jogos, campanhas políticas e pequenos negócios.

Fernando Souza e sua paixão pelo Humaitá /Foto: Reprodução/Facebook

A meta de arrecadação para o time ficou estipulada no valor de R$ 100 mil, e os interessados em colaborar podem acessar a página de arrecadação, gerada através do site Kickante.

De acordo com informações do torcedor e criador da campanha, o Sport Club Humaitá está no futebol profissional há dois anos, tendo conquistado nesse espaço de tempo o título de campeão da Série “B” no Campeonato Acreano do ano passado.

“As dificuldades financeiras atrapalham o desempenho dos atletas, impedindo que treinem como deveriam. A maioria dos atletas não recebem salários, jogam apenas por amor ao Club. Precisamos da ajuda de todos para mantermos nossos atletas treinando, para que assim possam dar o seu melhor e conseguirmos atingir nossas metas”, destaca Fernando Souza na página da Kickante.

A página para a campanha “Rumo à Série D” continua pelos próximos 58 dias, oferecendo uma camisa autografada pelos integrantes do time na doação de R$ 100.

Sobre a Kickante

Kickante é uma plataforma de financiamento coletivo (crowdfunding) criada no Brasil em 2013, fundada pelos irmãos Candice Pascoal e Diogo Pascoal, tendo como sócia-fundadora Viviane Sedola. Atualmente a empresa é uma das principais desse segmento no país com uma arrecadação acima de R$ 30 milhões para milhares de causas, artistas e empreendedores no Brasil em apenas três anos de existência, sendo considerada a maior da América Latina.

comentários

Veja também