Morre aos 92 anos a ex-primeira-dama dos Estados Unidos, Barbara Bush


Ex-primeira-dama dos EUA estava com a saúde debilitada e decidiu não procurar mais tratamento médico

GLOBO.COM

Barbara Bush, ex-primeira-dama dos Estados Unidos, morreu nesta terça-feira (17), aos 92 anos, informou a família. Os detalhes de funeral ainda serão anunciados.

“A ex-primeira-dama dos Estados Unidos da América e incansável defensora da alfabetização Barbara Pierce Bush morreu aos 92 anos nesta terça-feira, 17. Ela deixa seu marido George H. W. Bush, com quem foi casada por 73 anos, seus cinco filhos e companheiros, 17 netos, sete bisnetos e seu irmão Scott Pierce”, diz o comunicado.

Com a saúde frágil após uma série de internações, Barbara Bush decidiu não buscar mais tratamentos médicos, conforme anunciou um porta-voz da família no último domingo (15).

O ex-presidente dos EUA e filho de Barbara, George W. Bush, falou sobre a perda da mãe: “Eu, Laura, Jenna e Barbara estamos tristes, mas nossas almas estão tranquilas porque sabemos que a dela também estava. Barbara Bush foi uma primeira-dama incrível e uma mulher diferente de qualquer outra que trouxe leveza, amor e alfabetização a milhões. Para nós, ela foi muito mais. Sou um homem de sorte por tê-la como mãe. Nossa família vai sentir muito sua falta e agradece suas orações”.

A ex-primeira-dama sofria com doenças no pulmão e no coração/Foto: Reprodução

Jeb Bush, ex-governador do estado da Flórida, também se manifestou: “Columba e eu nos juntamos a todos os membros da família Bush em expressar nossas sincera gratidão por tanto amor e apoio pela nossa mãe nos últimos dias. E sou muito privilegiado por ser filho de George Bush e da extremamente graciosa, divertida, engraçada, forte, amável, inteligente mulher que foi era uma força da natureza conhecida como Barbara Bush.”

Trump e ex-presidentes lamentam

O atual presidente dos EUA lamentou a morte da ex-primeira dama em um comunicado divulgado em seu Twitter: “Eu e Melania Trump nos juntamos à nação para celebrar a vida de Barbara Bush. Como esposa, mãe, avó, esposa de um militar e ex-primeira dama, a Sra. Bush era uma advogada pela família americana. Entre uma das suas maiores conquistas foi reconhecer a importância da alfabetização como um valor familiar. Ela será lembrada por sua forte devoção ao país e à família, ambos a quem serviu muito bem”.

O ex-presidente Bill Clinton também falou sobre Barbara: “Uma mulher notável. Ela tinha coragem e graça, cérebro e beleza. Ela era feroz e resoluta em apoio de sua família e amigos, seu país e suas causas. Ela nos mostrou como é uma vida honesta, vibrante e plena. Hillary e eu lamentamos sua morte e abençoamos sua memória”.

Barack e Michele Obama também divulgaram comunicado relembrando a trajetória de Barbara: “Ea foi a pedra sólida de uma família dedicada ao serviço público. Nossos pensamentos e orações estão com o ex-presidente George Bush e toda a família Bush. Seremos sempre gratos pela generosidade que ela nos demonstrou durante nosso período na Casa Branca”.

Crítica de Trump

Em entrevista a rede americana CNN em fevereiro de 2016, Barbara expressou seu desgosto pelo então candidato à presidência dos EUA, Donald Trump: “Ele disse coisas horríveis sobre as mulheres, coisas horríveis sobre os militares. Eu não entendo por que as pessoas gostam dele. Estou cansada dele”.

Esforços de alfabetização

A Fundação Barbara Bush para Alfabetização Familiar começou durante seus anos na Casa Branca com o objetivo de melhorar a vida dos americanos menos privilegiados, ampliando a alfabetização de pais e filhos.

A fundação faz parcerias com programas locais e, em 2014, concedeu mais de US$ 40 milhões em para criar ou expandir mais de 1.500 programas de alfabetização em todo o país.

“Eu ainda sinto que sermos mais alfabetizados irá nos ajudar a resolver muitos dos outros problemas enfrentados por nossa sociedade”, escreveu ela em sua biografia de 1994.

História

Barbara Bush é a segunda mulher na história dos EUA a ser esposa e também mãe de um presidente.

Seu marido, George H. W. Bush, foi o 41º presidente do país, enquanto seu filho George W. Bush, um dos seis filhos do casal, foi o 43º.

Abigail Adams foi a mulher do segundo presidente dos EUA, John Adams, e mãe do sexto presidente do país, John Quincy Adams.

comentários

Outras Notícias

Veja Também