MP em Brasileia pede condenação máxima para políticos da região envolvidos em desvio de dinheiro público


Segundo o promotor responsável, havia uma organização criminosa que atuava na prefeitura com ramificações no setor privado

Foto capa ASTÉRIO MOREIRA, PARA CONTILNET

Uma nova mudança deixa sempre patamares para uma nova mudança”. (Maquiavel)

Pena máxima

O Ministério Público em Brasileia, na pessoa do promotor Ildor Maximiano, está pedindo pena máxima para os envolvidos no desvio de recursos financeiros da prefeitura na gestão passada. Segundo ele, havia uma organização criminosa que atuava na prefeitura com ramificações no setor privado. Dois dos envolvidos fizeram delação premiada. Todos os réus estão tendo direito à ampla defesa através de seus advogados.

Clube dos fariseus

Em política a rasteira, a traição, os conchavos, as negociatas, quebras de acordo e faltar com a palavra fazem parte do jogo. Não cabe nas relações de poder a ética religiosa ou a moral cristã. Quem diz que sim, é um fariseu hipócrita. Como bem diz o Narciso Mendes: “Santo não ganha a eleição”.

Amadorismo

A disputa no Sebrae foi marcada também por amadorismos. Conversas alinhavadas não é garantia de um bom resultado final. O que prevalece são os interesses dos grupos que disputam o poder.

Dois a zero

O senador Petecão (PDT) está perdendo de dois a zero. Não emplacou o deputado Jairo Carvalho na Seaprof e ainda perdeu o Sebrae com o Marivaldo Melo. Se o jogo não equilibrar, vai ser de goleada.

Sonho exequível

Pessoa muito próxima ao senador eleito Márcio Bittar (MDB), quando questionada se ele se articula para ser candidato a governador em 2022, respondeu: “Esse é o maior sonho dele”. Na verdade, Márcio vem lutando há muito tempo para que isso aconteça, mas se a reeleição continuar, e Gladson for para a disputa novamente, Bittar deverá seguir no Senado. Está muito afinado com Cameli.

Só milagre

O Governo do Estado manobrar o orçamento para alocar recursos destinados à área de Segurança Pública é praticamente impossível. Pelo simples fato de que não tem de onde tirar. É a velha história do cobertor curto. Cobre a cabeça, descobre os pés.

A fila está aumentando

A fila de pretendentes à prefeitura de Rio Branco está aumentando. Socorro Neri, Coronel Ulisses, Minoru Kinpara, o candidato do PT, do PDT, Alan Rick, o candidato do Petecão e vai por aí afora.

Extrema pobreza

O Brasil voltou à extrema pobreza. Em apenas um ano, cresceu cerca de 12% o número de pessoas que recebem menos de R$ 400/mês. O governo Lula, com todos os defeitos, retirou 38 milhões de brasileiros que viviam abaixo da linha da miséria. A fonte é do IBGE.

A volta das pautas-bombas

Além do reajuste de mais de 16% para o STF, com efeito cascata para os demais poderes e instituições, a Câmara Federal aprovou a liberação para que prefeitos em todo o país estourem o orçamento com pessoal. À essa altura, a Lei de Responsabilidade Fiscal foi para o espaço. Todo o trabalho dos órgãos de controle cai por terra.

É lamentável

Excluir as ações do atual governo que diminuiu as execuções e as ações do crime organizado é um erro. Na Segurança Pública não cabe politicagem. O Estado é muito mais que o governo do PT, é Judiciário, MP’s, Polícias Civil, Militar, Rodoviária Federal, Federal e demais órgãos que atuam em conjunto contra as facções criminosas. Entretanto, o mérito é também do atual governador.

Pode, sim!

O Ministério Público pode sim dar parecer favorável a aquisição de medicamentos de forma emergencial. Afinal de contas, está se lidando com milhares de vidas.

Fazer firulas

Certa vez perguntaram ao então presidente Lula (PT) porque algumas coisas que ele tinha prometido quando era oposição, não cumpriu estando no mandato. “Porque não oposição eu podia criticar a e fazer firulas, estando no governo a realidade é outra, a gente não pode fazer o que quer”.

Mundo apocalíptico

Cresceu assustadoramente o número de pessoas com transtornos mentais, bem como de suicidas. A vida se tornou amarga e cruel. As pessoas não suportam o fardo e buscam outros meios de aliviar a dor da existência enquanto doença. Muitas igrejas não respondem mais as necessidades espirituais do povo, o evangelho foi adulterado pelo sistema econômico. “Ter se sobrepôs ao ser”. Ao buscar “ter” o “ser” é esquecido.

  • Sobre a disputa do Sebrae, veio a célebre frase do deputado eleito, José Bestene, uma eleição passada:
  • “Tudo farinha do mesmo saco e banana do mesmo cacho”.
  • Pode ser pejorativo, ou não!
  • A sociedade é dinâmica, se os que ganharam a eleição não derem conta do recado a população costuma punir nas urnas.
  • Essa é a essência da democracia.
  • O sucesso do futuro governo não depende apenas do governador eleito Gladson Cameli.
  • Já dizia o ex-senador Aluízio Bezerra, o carcará sanguinolento, nunca subestime a capacidade de reação de um adversário.
  • O PT em Brasileia virou um poço de mágoas e a oposição está estraçalhada sem um nome de referência para a disputa.
  • Mesmo com pulseira nas canelas, o ex-prefeito Everaldo Gomes deu uma boa votação par seus candidatos na última eleição.
  • Todo mundo tem os seus!

Outras Notícias