Acusados de tortura, tráfico de drogas e organização criminosa são presos em Acrelândia


Também foram alvos de mandado de internação dois menores que também participavam das seções de agressões e tortura

REDAÇÃO CONTILNET

Na manhã desta sexta-feira (1), as Polícias Civil e Militar de Acrelândia, com o apoio grupo especializado CORE/PC e agentes da polícia da Civil de Senador Guiomard , Plácido de Castro e Capixaba, sob a coordenação do Delegado Samuel Mendes, realizaram uma operação com objetivo de prender pessoas acusadas de tortura, tráficos de drogas e de integrarem organização criminosa.

Operação ocorreu nesta segunda/Foto: cedida

Durante a operação foram cumpridos mandados de prisão contra Diego Ferreira de Souza, Mateus Mota Passos, Dione de Jesus do Nascimento e Soraima Silva Nogueira todos acusados de integrarem a organização Comando Vermelho.

Estes autores atuavam em uma espécie de tribunal do crime, punindo integrantes da facção e outros desafetos. Na mesma operação foram presos em flagrante delito por tráfico de drogas Renan de Souza e Jociane castro dos Santos. Também foram alvos de mandado de internação dois menores que também participavam das seções de agressões e tortura.

Diversas pessoas foram presas/Foto: cedida

A operação contou com a participação de dois delegados de polícia e mais de trinta policiais entre civis e militares
Segundo o coordenador da operação, delegado Samuel Mendes, a ação teve como objetivo dar uma resposta rápida a sociedade sobre a atuação de membros de facções criminosas que estavam atuando na cidade de Acrelândia.

Parte de materiais apreendidos/Foto: cedida

Há algumas semanas, houve a circulação de um vídeo onde membros da organização criminosa “puniam”, em uma sessão de tortura, uma pessoa por ter transgredido regras da facção.  Com um rápido trabalho de investigação, todos os agressores foram identificados e representadas por suas prisões, as quais foram cumpridas na data de hoje, finalizou o Delegado Mendes.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também