Rio Branco, Acre,


Prefeituras do Acre, Cobija e Exército se unem no combate o mosquito da Dengue

Segundo os técnicos da vigilância em saúde, o aumento da infestação e notificações são preocupantes

As prefeituras de Epitaciolândia, Brasiléia, o Departamento de Cobija na Bolívia e o Exército Brasileiro, se uniram no combate o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue.

Os números da doença avançam na fronteira do Acre e as autoridades locais, também pedem o apoio da população.

“O mosquito não respeita fronteiras e a doença da Dengue ja acomete centenas de pessoas na Bolívia e do lado de cá. Precisamos unir força mas é essencial que as pessoas colaborem”, diz Tiao Flores, prefeito de Epitaciolândia.

Mosquito da Dengue tem afetado milhares de pessoas do Acre e na Bolívia

“Todo mundo já sabe que água parada é um potencial foco para que o mosquito se prolifere e consequentemente transmitir a doença. Qualquer lata, tampinha de garrafa ou qualquer recipiente que acumule água é motivo de atenção”, alerta Fernanda Hassem, prefeita de Brasiléia.

Segundo os técnicos da vigilância em saúde, o aumento da infestação e notificações são preocupantes, tendo em vista, dizem, estamos no pico do inverno amazônico e as chuva contribuem para o aumento dos focos do mosquito.

Um dia D de combate a doença será lançado nesta segunda feira (10), na fronteira do Acre com a Bolivia e vai contar com o apoio do governo do estado.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Últimas Notícias

Recomendado para você