Rio Branco, Acre,





Após 15 dias internado, paciente denuncia falta de materiais para cirurgias de fêmur no Pronto Socorro da Capital


Segundo o diretor do Hospital a falta de material de cirurgia se restringe apenas aos pacientes da área de ortopedia

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Um paciente identificado como Damião Campos Coelho deu entrada no Pronto Socorro de Rio Branco (Huerb) há cerca de 15 dias, com a perna quebrada e necessitando de uma cirurgia emergencial. No entanto, segundo relatos do paciente, o hospital não dispõe de materiais cirúrgicos para a realização do procedimento.

Damião Campos Coelho deu entrada no Pronto Socorro de Rio Branco (Huerb) há cerca de 15 dias, com a perna quebrada/Foto: Reprodução

De acordo com um áudio que circula nas redes sociais, Damião relata que desde que chegou no Huerb, os médicos alegam para ele e os demais pacientes, que também esperam pelo procedimento, que os problemas ocorrem devido a falta de equipamentos cirúrgicos.

“Todo dia a mesma conversa, que não tem material. É muita gente com a pena e o fêmur quebrado”, declarou o paciente, dizendo que existem pessoas nas enfermarias que aguardam pela cirurgia há 40 dias.

Resposta da Direção do Huerb

A reportagem do ContilNet procurou o diretor do hospital, Dr. Welber De Lima, para explicar a situação que vem ocorrendo na unidade hospitalar. Segundo ele, a falta de material de cirurgia se restringe apenas aos pacientes da área de ortopedia. Nos demais casos, as cirurgias estão ocorrendo de maneira normal.

Welber destacou que o motivo da falta desse material especifico se deu devido à falta de uma ata de compra que deveria ter sido renovada em dezembro de 2018, ainda na gestão anterior. “Essa ata deveria ter sido renovada no final do ano, mas não foi, e estamos correndo atrás para fazermos a licitação”, explicou o diretor.

Welber garantiu que o Huerb está organizando uma parceria com a Fundação Hospitalar para solucionar o problema. “Os mutirões de cirurgias já começaram e a próxima será a de ortopedia. Quanto ao material, o governo está resolvendo a questão para que tudo possa ser resolvido o mais rápido possível”, declarou Lima.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também