Rio Branco, Acre,


Para onde Gladson se vira tem “aliado” articulando e fazendo farra política

Tá na hora de o Conselho Político fazer seu papel, mostrando quem é quem no tabuleiro

Samba de crioulo

Os últimos acontecimentos na área política mostram um verdadeiro samba de crioulo doido, onde, alguns políticos que se apresentaram como o mais alto no degrau da fama, parecem vender até a mãe visando as eleições de 2020.

PUBLICIDADE

Isolado

A cada dia que passa, o governador Gladson Cameli vai ficando mais isolado em sua gestão. Pra onde ele se vira tem “aliado” construindo, articulando, costurando, fazendo farra política utilizando a estrutura do Palácio Rio Branco. Gestão que é bom, poucos perdem seu tempo.

Aliados

O Palácio Rio Branco precisa urgentemente repensar quem são os verdadeiros aliados da gestão. Tá na hora de o Conselho Político fazer o seu papel, inclusive, mostrando quem é quem no tabuleiro de xadrez.

Antecipação

O coronel Ulysses se antecipou para não sair desgastado do comando da Polícia Militar do Acre. Se vai assumir o PSL ou não, isso é questão particular. A verdade é que ninguém realmente entendeu sua nomeação para comandar a Caserna. Ele volta para onde nunca saiu, ou seja, a velha política.

Rasteira

No cenário político, muita gente vem se mostrando jogar muito bem capoeira. O empresário Fernando Zamora que o diga. Desistiu sob forte pressão de ser pré-candidato a prefeito de Rio Branco, sem direito a diálogo, cafezinho. Depois de se curar da covid-19, sentiu o gosto do chamado rolo compressor da política.

Nada fácil

Os primeiros dias de Rocha no PSL não serão nada fáceis, dada até as circunstâncias com que chegou ao partido. Gilmar Torres, filiado ao PSL e bastante conhecido no município de Tarauacá, desistiu de sua pré-candidatura.

E agora Minoru

Minoru que é pré-candidato a prefeito pelo PSDB, dizia para os amigos próximos que ele indicaria o seu vice. Na política as coisas são dinâmicas. O que dirá agora o ex-reitor da Ufac?

Andar de cima

O pedido de exoneração da Lana Vaz veio de alguém muito forte no governo. A caneta deve ser estendida ao pai, Raimundo Vaz. A ordem é fazer um limpa.

Racha

Com a rasteira aplicada literalmente no empresário Fernando Zamora, a Associação Comercial do Acre passa a ter um racha. Zamora volta com um grupo forte para o debate.

Na Aleac

O que rola nos bastidores da política nos últimos dias tem sido tão forte, que nem mesmo as questões políticas debatidas no parlamento tem ganhado holofotes. Os deputados se debruçam semana que vem na aprovação do orçamento.

Banana

Se tem um setor que não parou durante toda essa pandemia é o da agricultura e agronegócio. O secretário Edvan Azevedo não faz política para nenhum grupo do governo e vem se destacando com pequenas, mas, pontuais ações. Ontem, ele fortaleceu a cultura da banana, em Acrelândia.

É candidato

O prefeito Ilderlei Cordeiro não desistiu de ser pré-candidato. Com a prorrogação do prazo para as eleições municipais ele ganhou força e voltou a defender o seu nome nas ruas de Cruzeiro do Sul.

Tem estrutura

Tudo bem, o prefeito Ilderlei precisa se livrar de dois processos investigatórios: um eleitoral e outro de gestão, porém, independente disso, tem uma lista de ações em sua prestação de contas que dá inveja a qualquer gestor.

Dados positivos

O Estado inicia o mês de julho com o menor número de casos confirmados do Covid-19 na Amazônia. De acordo com boletim do Ministério da Saúde do dia 1º, são 13.715 contaminados. No primeiro lugar do Ranking está o Amapá com 105 mil casos confirmados.

Sem covid-19

Três cidades acreanas não registraram novos casos de covid-19 ontem: Capixaba, Porto Walter e Rodrigues Alves Os prefeitos ainda não se manifestaram sobre flexibilização. Duas cidades são de regiões bem isoladas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up