Rio Branco, Acre,


Advogado do motorista da BMW diz que prisão de seu cliente foi um teatro

"Eles queriam que a prisão fosse midiática, exibicionista, espetaculosa, ultrajante", disse

O advogado Sanderson Moura, que defende o fisioterapeuta Ícaro José da Silva Pinto, lamentou a ação policial que resultou na prisão de seu cliente neste sábado (16), no posto da Tucandeira.

Em um desabafo no seu perfil do Facebook, ele diz que nem os chefes de facções são detidos “de maneira tão teatral”.

PUBLICIDADE

Ícaro é acusado de matar atropelada a jovem Jonhliane Paiva no último dia 6.

Confira a íntegra da publicação do advogado:

“Lamentável e vergonhoso espetáculo circense para saciar a ira pública. Liguei para o delegado três vezes e informei à delegacia que no domingo Ícaro se entregaria. Ou seja, o rapaz não estava fugindo, estava vindo se entregar. Mas mesmo assim eles mobilizaram desnecessariamente o aparato policial e a imprensa e foram a caça do rapaz que já estava a caminho de chegar à delegacia. Nem os chefes das perigosas facções são presos de maneira tão teatral. Mas eles queriam que a prisão fosse midiática, exibicionista, espetaculosa, ultrajante, que o troféu fosse exposto às massas, que o acusado fosse condenado pelo tribunal das redes sociais sem direito à defesa, ao contraditório, ao devido processo legal, que o acusado fosse jogado na arena aos leões para o gozo da multidão enfurecida. Triste página da história do direito no Acre.”

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up