Rio Branco, Acre,


No JN, Bonner não esconde risada após matéria sobre Guardiões do Crivella

Os protetores do sobrinho do bispo Edir Macedo eram vistos em anúncios de obras, na entrega de equipamentos, em cultos religiosos e trabalhavam nos fins de semana

William Bonner não segurou a risada durante o JN da última quarta-feira (2), que descobriu mais uma do grupo Guardiões do Crivella, formado por funcionários comissionados da prefeitura comandada por Marcelo Crivella e que tem como missão calar o povo e atacar a imprensa.

A matéria informou que os contratados não ficavam apenas nas portas dos hospitais, eles eram chamados para participações em entrega de cestas básicas para alunos da rede pública. “Essas mesmas pessoas também estão escaladas para telefonar para as mães irem buscar a cesta básica e aí, eles têm que ir na unidade pedir para a família, a pessoa, fazer um depoimento. E certamente vão usar em campanha eleitoral para dizer que ajudou”, afirmou um funcionário.

PUBLICIDADE

Os protetores do sobrinho do bispo Edir Macedo eram vistos em anúncios de obras, na entrega de equipamentos, em cultos religiosos e trabalhavam nos fins de semana. “Quem disse que sábado é dia de descanso? Prefeito trabalha e a gente trabalha também”, disse um dos Guardiões no grupo do WhatsApp.

No final da reportagem, o momento cômico: com a revelação feita pelo RJ2, telejornal da Globo no Rio, vários funcionários saíram do grupo da rede social e deixou um deles confuso, pois não sabia o que estava acontecendo. Ele escreveu: “Todos estão saindo. O que houve?”. Na volta ao estúdio, Bonner não escondeu a risada.

Confira:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up