31.3 C
Rio Branco
24 julho, 2021 10:19 am

Erro no sistema: Sesacre diz que vacinas AstraZeneca aplicadas no Acre não estavam vencidas

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Após o anúncio de que mais de 60 doses de vacinas vencidas da Astrazeneca teriam sido aplicadas no Acre contra o coronavírus, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) lançou uma nota neste sábado (3) para explicar o assunto.

A pasta informou que o sistema responsável pelo registro das vacinas contra Covid-19 vem apresentando alguns problemas nos últimos dias.

SAIBA MAIS: Acre aplicou mais de 60 doses de vacinas vencidas contra a Covid, aponta levantamento

“Nos últimos dias o Sistema responsável pelo registro das Vacinas contra Covid-19 vem apresentando alguns problemas, como por exemplo: pacientes com 12 doses registradas da mesma vacina e do mesmo lote na mesma data, multiregistros de um mesmo pacientes, inversão da data de vacinação pelo mês e dia, e falhas no momento de incluir os dados no sistema. Todos esses problemas vêm sendo monitorados e acompanhados pela Divisão Estadual de Imunizações e discutidos com o responsável pelo Departamento de Sistemas do Ministério da Saúde”, diz um trecho.

As informações divulgadas sobre as supostas doses vencidas têm a ver com um erro, na verdade, de acordo com a Sesacre.

“Todos os cuidados têm sido tomados no sentido de oferecer uma vacina de qualidade e segura à população Acreana, todos os protocolos de controle são mantidos constantemente”. destacou.

“Toda vacina distribuída pelo Estado possui um controle rigoroso de validade não sendo permitida a distribuição com prazo inferior a 90 dias, sem contar que a campanha têm ocorrido de forma tão dinâmica que não se consegue manter vacinas nas geladeiras por mais de 7 dias”, finalizou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Renata Quiles.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.