23 de abril de 2024

Cadastros de Reservas podem ser prorrogados no governo de Cameli; Alysson já emplacou o da PC

Saiba detalhes das tratativas entre governo e PGE na coluna 'Pimenta no Reino', do jornalista Matheus Mello

Esta terça-feira seria marcada pelo vencimento do concurso público da Polícia Civil, ocorrido em 2017. Porém, depois que o líder da Oposição na Assembleia Legislativa, Edvaldo Magalhães subiu no plenário e cobrou uma atitude sobre o caso, a equipe de Governo agiu rápido e nesta semana anunciou a suspensão da validade do certame. O anúncio foi feito pelo secretário de Governo, Alysson Bestene, sob a presença de mais de 300 aprovados no Cadastro de Reserva do concurso. Alysson, inclusive, foi o principal articulador da decisão. Coube a ele o debate com a Procuradoria Geral do Estado para receber o aval.

Alysson Bestene, secretário de Governo. Foto: Gustavo Monteiro/ContilNet

Foi além

Fontes disseram que Gladson não vai parar no concurso da Polícia Civil. O governador já solicitou a prorrogação de outros certames, que já tem data para perder a validade, incluindo o do Corpo de Bombeiros.

Conciso

O discurso de Gladson é conciso. A prorrogação do prazo não é uma garantia de contratação. Mas uma possibilidade de caso haja o aval da PGE, haja a nomeação. Hoje o principal empecilho é a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Estamos criando todas as condições para que a gente possa lá na frente, se o Estado tiver novas condições de chamamento que a gente possa chamar. Não estou aqui prometendo nada, tô mandando analisar cada caso, porque quem fez o concurso público está correto em ter a esperança de ser chamando algum dia”, disse Cameli.

O líder do Governo

Quem também merece o mérito por essa decisão de Gladson é o deputado Pedro Longo. Foi dele a proposta de prorrogação a validade do Concurso ainda em 2023. Mesmo sendo aprovado por unanimidade entre os deputados, na época, o projeto foi barrado pelo Palácio.

Longo é líder do Governo de forma interina/Foto: Juan Diaz/ContilNet

Também merece destaque

Mas, a proposta de Longo só foi possível graças a outro projeto de lei, um de autoria do deputado Fagner Calegário, que suspendeu o prazo dos concursos públicos durante a pandemia.

Deputado estadual Fagner Calegário. Foto: Ascom

Trégua

A decisão de Gladson deve trazer uma trégua temporária entre os Cadastros de Reserva dos últimos concursos públicos, que, em muitas vezes, fazem chantagem com a equipe de Governo. Afinal, é sempre bom lembrar: Cadastro de Reserva não gera expectativa de contratação e o governador não tem obrigação nenhuma em chamar pessoas fora do quantitativo máximo. Cameli está fazendo um favor. Simples!

Parceria longa

Marcio Bittar e Tião Bocalom estão mais juntos do que nunca. Além de participarem do ato em apoio do ex-presidente Bolsonaro, em São Paulo, o senador anunciou que vai atrás de emenda parlamentar para garantir a construção de outro viaduto em Rio Branco, desta vez próximo ao Horto Florestal.

Já tem dedo dele

Bittar também ja havia garantido recursos para o viaduto da AABB, que já está em prazo de licitação e deve ter as obras iniciadas em breve. Essa parceria com o prefeito de Rio Branco tem mais planos para o futuro.

Pensando em 2026

É o sonho de Bittar concorrer a reeleição de senador pelo União Brasil em 2026 e ter Bocalom concorrendo a segunda vaga no Senado Federal pelo PL, caso seja reeleito neste ano para continuar na Prefeitura de Rio Branco.

Bocalom e Marcio Bittar juntos/Reprodução

Educação no topo

O Acre iniciou o ano letivo do ensino médio nesta semana e um nome precisa de destaque: Aberson Carvalho. O secretário de Educação pode se orgulhar de ter recordes feitos na sua gestão, como o maior concurso público da história da Educação, a doação de fardamento escolar, tabletes e o prato extra. Dizem, inclusive, que em 2026, o secretário é um nome certo do Progressistas na disputa por uma cadeira da Assembleia Legislativa.

Prato cheio para os bolsonaristas

Alan Rick, Roberto Duarte, Ulysses e Bittar rechaçaram a fala do presidente Lula sobre Israel e o Hamas. As críticas do presidente foram um prato cheio para a Oposição, que até tentou emplacar um pedido de impeachment, que todos nós sabemos que não vai pra frente. Uma perda de tempo!

Campanha começou

O senador Sérgio Petecão voltou das férias e começou a rodar todo o Vale do Juruá, acompanhado do prefeito de Marechal Thaumaturgo, Valdelio Furtado e o deputado federal Zezinho Barbary. O parlamentar ainda foi até Mancio Lima ao lado do ex-deputado petista Jonas Lima. Tudo isso estreitando as alianças focando as disputas pelas Prefeituras do interior.

Não vai dar!

Já é decretado dentro do gabinete de Fernanda Hassem que a Suly Guimarães não vai conseguir decolar a candidatura pelo Progressistas e deverá recorrer ao Republicanos para disputar a Prefeitura de Brasileia.

Queda de braço

A rechaçada da candidatura de Suly Guimarães pelo Progressistas tem dedo da deputada Socorro Neri, que deixou claro que o candidato do partido é Joelso Pontes.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost