21 de abril de 2024

‘Os trabalhos não param’, diz Joabe Lira sobre resgate de famílias por secretaria de cuidados com a cidade

De acordo com o secretário da SMMCI, Joabe Lira, os trabalhadores atuam desde o último sábado (24)

Em Rio Branco, pelo menos 34 bairros já foram atingidos pelas águas do Rio Acre, que na última medição desta terça-feira (26) alcançou a marca de 16,4 metros. Cerca de 3,9 mil pessoas já estão desalojadas, e outras 4.165 desabrigadas.

As equipes estão empenhadas 24 horas por dia no deslocamento das famílias/ Foto: Reprodução

Para auxiliar essas famílias nas retiradas dos móveis de suas residências, no transporte e também na construção dos abrigos, está a equipe da Secretaria Municipal de Cuidados com a Cidade (SMMCI).

De acordo com o secretário da SMMCI, Joabe Lira, os trabalhadores atuam desde o último sábado (24).

O nível do Rio Acre deve continuar subindo nas próximas horas/ Foto: Reprodução

“Os trabalhos não param, e nossa equipe está empenhada em levar o socorro às vítimas das alagações. Nossa equipe de infraestrutura básica está ainda neste momento, desde sábado no parque de exposição, construindo juntamente com a SEINFRA, os BOX onde as famílias serão acolhidas”, disse em seu Instagram.

As equipes estão empenhadas 24 horas por dia no deslocamento das famílias para os abrigos disponibilizados pela prefeitura de Rio Branco. “Temos equipes nas áreas alagadas, dando apoio a Defesa Civil e Bombeiros, nas retiradas das famílias e no descolamento delas com seus pertences”, informou o secretário.

Joabe Lira, secretário de Cuidados com a Cidade. Foto: Juan Diaz/ContilNet

Conforme a Defesa Civil, o nível do Rio Acre deve continuar subindo nas próximas horas e mais bairros serão atingidos pelas águas na capital acreana.

“A previsão nesse momento é que ele continue aumentando. Estamos fazendo a fronteira entre uma média e uma grande enchente, então possivelmente, teremos alguns centímetros para aumentar nas próximas horas, pois já verificamos e os outros municípios continuam em cheia. Então aqui não temos uma calha maior para comportar tanta água. Com isso, cada centímetro que o rio sobe na vertical, na horizontal ele alcança muitos metros, e vai alcançar mais bairros e mais famílias, infelizmente”, alertou o coordenador da Defesa Civil, tenente-coronel Cláudio Falcão.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost