18 de junho de 2024

Morre o cineasta Toni Venturi, aos 68, anos em São Paulo

A informação foi confirmada ao g1 pela esposa de Toni, a atriz Débora Duboc

O cineasta Toni Venturi morreu na tarde deste sábado (18), aos 68 anos, após passar mal enquanto nadava em uma praia no litoral de São Paulo.

A informação foi confirmada ao g1 pela esposa de Toni, a atriz Débora Duboc. Segundo ela, a família, que mora na capital do estado, havia ido passar o fim de semana em São Sebastião, quando ocorreu o incidente.

“Eu estava na casa do meu irmão quando fiquei sabendo e corri para a praia. Quando cheguei, ele já estava na maca, entrando na ambulância. Tentaram reanimá-lo. E eu cantei o tempo todo para que ele ouvisse minha voz, se apegasse a isso, mas não deu”, conta Débora.

O cineasta Toni Venturi, de 68 anos, durante as gravações de um de seus filmes — Foto: Reprodução/Facebook/Toni Venturi/Acervo pessoal

A Prefeitura de São Sebastião informou que o cineasta se afogou na praia de Barra do Una e que o Samu foi acionado imediatamente para atender a ocorrência. Mas, apesar dos esforços da equipe de socorro, o óbito de Venturi foi registrado às 17h40.

“Como o afogamento é considerado uma causa externa de morte, foi solicitado o encaminhamento ao Instituto Médico Legal (IML) de Caraguatatuba para os procedimentos legais necessários. A vítima estava acompanhada de sua esposa no momento do incidente. O SAMU cumpriu todos os procedimentos cabíveis e necessários para tentar a reanimação”, declarou a prefeitura da cidade.

Nascido na capital paulista onde vivia com a família, Venturi deixa a esposa e dois filhos: Theo e Otto.

“O Toni teve uma existência que não foi em vão. O dia dele sempre foi dedicado a um desejo de um mundo melhor. Ele exerceu isso no cinema e no cotidiano dele. Cuidava muito bem das pessoas, dos filhos, de mim”, disse a esposa.

Segundo a família, Toni Venturi será velado na Cinemateca Brasileira nesta segunda-feira (20), das 13h às 20h. A cinemateca fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino, Zona Sul de SP.

A cremação será realizada na terça-feira (21), ainda sem horário e local definidos.

Repercussão

O presidente Lula (PT) usou as redes sociais para lamentar a morte do cineasta brasileiro.

“Toni Venturi foi cineasta, diretor de filmes de ficção e documentários. Sempre trabalhou por um cinema nacional forte, atuando para a organização e desenvolvimento do nosso setor audiovisual e por um Brasil democrático, com cultura, consciência social e solidariedade. Meus sentimentos e solidariedade para seus familiares, em especial sua esposa, Débora e filhos Theo e Otto, amigos, colegas e admiradores”, disse Lula.

Trajetória

Formado em cinema no Canadá, Antônio Venturi Neto foi presidente da Associação dos Cineastas Paulistas (Apaci) em 2001.

Ele dirigiu e produziu longas-metragens como “A Comédia Divina” (2017), “Cabra-Cega” (2005) e “Latitude Zero” (2002), além de vários documentários, incluindo “Rita Cadillac – A Lady do Povo” (2010) e “Dentro da Minha Pele”, lançado em 2020 no Globoplay.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost