Copa América ou Euro: qual é melhor e onde são feitas as principais apostas

Mais oito seleções competem na Euro do que na Copa América

Esta época do ano traz duas das melhores competições internacionais de futebol, o Euro e a Copa América.

Um abrange a Europa e os países membros da UEFA. O outro tende a se concentrar apenas na América do Sul e nos representantes da CONMEBOL, com a adesão de outros convidados selecionados.

Apenas nas melhores casas de apostas com bonus de boas vindas você pode fazer suas apostas tanto na Copa América quanto na Euro, entre uma grande variedade de outras opções.

Pexels Imagens

A Copa América de 2024 vai acontecer com um recorde de 16 seleções, ou seja, seis vêm da América do Norte. É uma verdadeira edição de um torneio envolvendo os melhores times das Américas.

Apesar disso, o talento exposto numa variedade mais ampla de equipes torna o Euro o mais divertido dos dois torneios, pelo menos para um espectador neutro. E a Copa América tem algumas coisas que a Europa luta para igualar.

Por exemplo, a batalha física na América do Sul, destacada pelos frequentes confrontos entre cada uma dessas nações, funciona como um dos maiores atrativos da Copa América.

No entanto, a paridade envolvida na capacidade generalizada dos jogadores na Europa faz com que esta se assemelhe mais a uma competição de taça, no sentido de que é difícil prever quem avança.

Isso vem de vários fatores. Os jogadores europeus muitas vezes se enfrentam ou até jogam nos mesmos clubes. A concentração de jogadores europeus na Europa faz com que joguem com mais frequência e, assim, compreendam melhor o jogo uns dos outros.

Tomemos como exemplo a seleção inglesa. Independentemente da equipe escolhida por Gareth Southgate, apenas dois ou três jogadores virão de fora da Premier League. Esses são Harry Kane e Jude Bellingham, com um potencial Jordan Henderson na mistura.

Em comparação, a escalação mais recente da seleção argentina contou com jogadores de sete países diferentes, e é provável que suba na Copa América.

Esta discrepância na distribuição dos intervenientes não resulta diretamente no sucesso. No entanto, vale a pena considerar a possibilidade de se unirem rapidamente para competir no cenário internacional.

Pexels Imagens

Talento vs drama na Copa América e na Euro

Se Brasil e Argentina são sempre dois dos maiores atrativos de qualquer competição internacional, então por que a Copa América não traz tanta emoção?

A Copa América ficará reduzida a três ou quatro seleções. Ter 16 equipes proporciona mais paridade, já que as incógnitas tornam-se mais comuns no Euro desde que o número de equipes aumentou para 24.

Ainda assim, a qualidade de nações como o Brasil, a Argentina, o Uruguai ou a Colômbia supera países como o Paraguai, a Bolívia, o Peru ou mesmo as fortes seleções da Venezuela ou do Equador.

Embora trazer seis nações da América do Norte e do Caribe seja uma boa jogada, isso não muda os favoritos.

Os Estados Unidos ou o México seriam candidatos a uma reviravolta na fase de grupos, ou na fase de mata-mata. No entanto, qualquer um desses lados teria dificuldade em obter resultados suficientemente “consistentes” para destituir uma das potências sul-americanas. Ainda assim, as previsoes estao super animadas e é bastante notório pelo movimento nestes mercados. No entanto, num mercado tao concorrido como o de apostas é díficil escolher mas as casas de apostas com bonus de boas vindas acabam por ter sempre uma procura muito maior e neste mercado da Copa América nao é excecao.

Compare isso com o Campeonato Europeu. Existem favoritos para vencer a competição, sim. Mas é mais difundido. Pode-se defender que até oito equipes ganhem o Euro.

Inglaterra, França, Alemanha, Espanha, Portugal, Bélgica, Itália e Holanda têm uma história de sucesso internacional.

Além disso, um torcedor casual não teria problemas em identificar vários jogadores importantes em cada time. O poder das estrelas é algo que a Copa América tem a seu favor.

Lionel Messi, Vinicius Junior e Luis Diaz são jogadores fenomenais da Argentina, Brasil e Colômbia. No entanto, o Campeonato da Europa pode igualar esses talentos e mais alguns.

Pexels Imagens

Mais jogos: Mais diversão?

Mais oito seleções competem na Euro do que na Copa América. Isso significa dois grupos adicionais de quatro e mais uma rodada de jogos eliminatórios.

Uma das críticas à expansão do Euro em 2016 foi que diluiu a concorrência. Portugal foi o eventual campeão do torneio. Empatou todos os jogos da fase de grupos, avançando como o terceiro melhor colocado do torneio.

Portugal venceu um jogo singular nos 90 minutos regulares a caminho da final.

Mesmo assim, o total de 51 jogos no torneio proporcionou grandes momentos nas duas últimas competições.

A Islândia chegou às quartas de final em 2016, quando o País de Gales abriu caminho para as semifinais. A Suíça eliminou a França nas oitavas de final da Euro 2020.

Isso se seguiu ao drama na última rodada, com a vitória da Dinamarca, nação que acabou chegando à semifinal.

A Copa América, com quatro seleções a mais que o normal, poderá ter resultados semelhantes. No entanto, a natureza imprevisível de um grande Campeonato Europeu certamente produzirá drama.

Além disso, os melhores talentos jogam efetivamente em todos os jogos!

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost