Rio Branco, Acre,


Conselho de Ética aprova cassação de Eduardo Cunha

A deputada Tia Eron (PRB­BA), que votou no Conselho de Ética pela cassação de Eduardo Cunha
A deputada Tia Eron (PRB­BA), que votou no Conselho de Ética pela cassação de Eduardo Cunha

No processo mais longo de sua história –oito meses após a apresentação da denúncia–, o Conselho de Ética da Câmara aprovou nesta terça­feira (14) por margem apertada parecer favorável à cassação do mandato de Eduardo Cunha (PMDB­RJ), já afastado de suas funções desde o dia 5 de maio.

Por 11 votos a 9 e após muito bate­boca, o colegiado corroborou o relatório do deputado Marcos Rogério (DEM­RO), para quem não faltam provas de que Cunha quebrou o decoro parlamentar ao omitir a existência de contas no exterior que, segundo a Procuradoria­Geral da República, foram abastecidas em parte com dinheiro do petrolão. “Estamos diante do maior escândalo que esse colegiado já julgou”, disse Marcos Rogério.

PUBLICIDADE

Cunha só perderá o mandato, porém, caso o plenário da Câmara confirme o parecer do Conselho com o voto de pelo menos 257 dos seus 512 colegas. A votação é aberta e ainda não tem data para ser realizada.

LEIA MAIS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up