Não há identidade programática com o PSDB, diz pré-candidata da Rede Marina Silva


Como exemplo, ela citou a Operação Lava Jato, a qual disse não ver o PSDB defender

TON LINDOSO, DA CONTILNET

A pré-candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, negou nesta quinta-feira (7) uma possível aliança com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). De acordo com informações que saíram na imprensa, o motivo seria “falta de alinhamento nos programas”.

Um dos exemplos dessa falta de alinhamento seria a Operação Lava Jato, a qual disse não ver o PSDB defender.

Marina Silva, pré-candidata à Presidência pela Rede/Keiny Andrade/Folhapress

“Alianças exigem identidade programática. Não é apenas um cálculo pragmático para chegar ao poder”, disse a presidenciável. E completou: “Não vejo o PSDB sair em defesa da Lava Jato e isso deve ser parte importante, integrante do programa”, afirmou.

As declarações foram dadas ao Estadão após uma reunião em São Paulo com o movimento Todos pela Educação. A possibilidade de uma aliança entre a Rede e o PSDB foi levantada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

A acreana da Rede está à frente de Alckmin nas pesquisas.

comentários

Outras Notícias

Veja Também