Viver no Acre é duas vezes mais perigoso que na maioria dos estados do país


E enquanto morrem seus conterrâneos, o governador Tião Viana só pensa na ‘injustiça’ feita a Lula

Foto capa ARCHIBALDO ANTUNES, DA CONTILNET

Por aqui se morre mais

Mata-se no Acre duas vezes mais que a média nacional. Enquanto a taxa de homicídios no Brasil é de 26,8 para cada grupo de 100 mil habitantes, no Acre ela sobe para 62,6 assassinatos para 100 mil. Um absurdo.

A culpa não é de Temer

E se pararmos pra pensar que as maiores vítimas dos homicídios são jovens com até 20 anos, basta que confrontemos esse dado com as duas décadas de petismo no Acre para chegarmos à conclusão de quem é a culpa.

Miseráveis

Sob os governos de Jorge Viana, Binho Marques e Tião Viana, o estado acumulou um contingente superior a 80 mil famílias que dependem do programa Bolsa Família para sobreviver.

Hordas na Capital e no interior

Enquanto Tião se gaba de que o Produto Interno Bruto (PIB) do Acre só aumenta, o PT de Dilma e Lula se jactavam também de conceder tantos auxílios aos miseráveis que infestam os bairros da periferia da Capital e dos demais municípios do estado.

Mais atraente

Eis o cenário social, ajudado pela geografia, que fez do Acre um lugar em que o crime organizado é atraente para milhares de jovens que nem mesmo haviam nascido quando o partido da estrela vermelha chegou ao governo.

Nada mais que a verdade

Por isso não critico o secretário de Segurança Pública de Tião Viana, Vanderlei Thomas, quando ele diz que devemos nos acostumar com as execuções, latrocínios e assaltos de todo santo dia. Ele dizia a verdade, apenas.

Mea culpa?

Quem sabe por trás da declaração do Sr. Thomas não está um mea culpa, já que ele faz parte agora de um grupo político responsável por grande parte da catástrofe social a que assistimos pela janela ou pela TV.

De camarote

Se não, o secretário disse apenas o que a experiência lhe reserva como um homem da polícia: o estágio a que chegamos no Acre é tão degradante – e o atual governo tão pusilânime diante das barbaridades –, que estamos fadados a assistir, vez por outra, ao espetáculo sangrento da violência que nos apavora.

Um morto a cada dia

Até ontem tinham sido 212 assassinatos no estado. Em apenas seis meses, diga-se de passagem. É mais de um homicídio por dia! Nem o Rio de Janeiro é tão violento…

Fim da picada

E enquanto seus conterrâneos morrem como insetos num encontro com seus predadores, o governador Tião Viana, o senador Jorge Viana, os deputados do PT e o ex-prefeito Marcus Alexandre estão preocupados em soltar Lula!

Golpistas

A ponto de termos uma tentativa de golpe contra a Justiça brasileira. Até churrasco fizeram para recepcionar Lula num comício inaugural de sua pretensa campanha à Presidência da República. Não colou, conforme tivemos a alegria de testemunhar.

Contradições

O mais surpreendente é a lógica dessa gente. Em entrevista ao jornalista Roberto Vaz, Jorge Viana afirmou que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) não poderia determinar a prisão de Lula após o julgamento pela 8ª turma do mesmo tribunal, cabendo a decisão apenas ao Superior Tribunal Justiça (STJ).

É cada uma!

No entanto, eles acham que um único desembargador deveria soltar o ladrão-mor do PT. É golpe!

Eles não se cansam

A verdade é que estou cansado de apontar as contradições dos companheiros. E o pior é que eles não dão sinais de cansaço no que diz respeito a repetir suas idiotices por aí.

O que é isso, companheiro?

A ponto de o líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre, Daniel Zen (PT), afirmar com toda a convicção que a crise sob a qual vivemos é obra do governo Temer. O que é isso companheiro? Vossa excelência porventura crê que somos todos idiotas?

Fórum

De volta ao tema central da coluna de hoje, é bom lembrarmos os esforços da deputada estadual Eliane Sinhasique (MDB) na realização do I Fórum de Debates sobre a violência no estado.

Desleixo oficial

O governo do Sr. Tião Viana é tão desleixado com o tema, que coube a uma parlamentar da oposição o empenho para levantar propostas que minimizem os impactos da criminalidade sobre a vida dos cidadãos.

Registro

A coluna recebeu da deputada Sinhasique a seguinte mensagem: “Essa violência no Acre tem que parar! Nesta terça-feira vamos apresentar 52 soluções para a violência (…), que podem e devem ser desenvolvidas a curto, médio e longo prazos pelas secretarias estaduais, prefeituras, instituições e sociedade civil organizada! As sugestões foram coletadas durante nosso I Fórum de Debates realizado no dia 29 de junho de 2018”.

Ele só pensa naquilo…

É claro que o governador Tião Viana fará ouvidos de mercador às essas propostas. E continuará a protestar contra a prisão de Lula.

Outras Notícias