Militante ligado a James Gomes nega áudio que desdenha de vice-governador Rocha


"O conteúdo é descabido, inverídico e falso", declarou

ASCOM

O militante ligado à James Gomes, Moisés de Leite, acusado de ter desdenhado nas redes sociais do vice-governador Major Rocha negou a autoria dos áudios que repercutiram durante toda a segunda-feira nas redes sociais.

No suposto áudio, alguém se passando por Moisés fala ao presidente da Juventude do PSDB em Senador Guiomard, Carlos Rafael, que “ele perdeu” ao não ter ido para o Progressistas. “Rafael, seu abestado, eu falei para vir para o nossa lado. Tu ficou tentando ajudar a Branca e o Batatão ai e tomou no c*. Se lascou!. Quem manda aqui no Quinari é o James e depois da reunião que fizemos aqui ficou decidido que a Aninha vai ficar com o núcleo. O Rocha é só um peão nosso”.

Moisés de leite e Major Rocha/reprodução

Ao tomar conhecimento do conteúdo e da repercussão do caso envolvendo o vice-governador Major Rocha, Moisés de Leite registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil do município de Senador Guiomard pedindo uma investigação para saber quem é o autor da gravação em que seu nome foi envolvido.

“Esse áudio que está na matéria não é meu. O conteúdo é descabido, inverídico e falso, por isso exijo direto de resposta, conforme a lei me assegura” acrescenta o militante.

Em nota enviada à imprensa, Moisés confirma que é ligado ao grupo de James Gomes, mas assegura que a orientação repassada pelo ex-prefeito sempre foi de unidade. “Nunca ouvi o James Gomes falar mal do Major Rocha” confirma Moisés.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também