Rio Branco, Acre,


Mãe que pegou coronavírus grávida de 6 meses e teve parto induzido, morre em Rio Branco

Patydan teve o parto induzido no dia 15 deste mês para tentar salvar a vida dela e do bebê que morreu horas depois

A estudante de psicologia Patydan Castro, de 34 anos, que estava internada com coronavírus, não resistiu e morreu na noite deste terça-feira (23), no Pronto Socorro de Rio Branco. Patydan estava grávida de seis meses quando foi infectada pelo novo coronavírus, no dia 15 deste mês, ela teve o parto induzido para tentar salvar a sua vida e de seu bebê que faleceu horas após o parto.

Ptydan, que estava internada há 28 dias, estava em coma induzido e teve uma piora no quadro. Ela era mãe de uma outra criança e esposa do médico Raimundo Castro, que atua na linha de frente do combate ao coronavírus no Acre e comoveu a internet quando, na frente do Pronto Socorro, se ajoelhou em oração pela vida de sua esposa.

PUBLICIDADE

Raimundo Castro também chegou a ser infectado pela doença, mas se curou. Ele, junto com amigos e familiares, chegou a fazer uma campanha pedindo a doação de plasma de pessoas que tiveram a Covid-19 e já são consideradas curadas para ajudar no tratamento da mulher. Se trata de um tratamento experimental em pacientes internados com a doença.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias