Rio Branco, Acre,


Vídeo: Moradora denuncia ‘morte’ de igarapé que recebe esgoto de presídio na Capital

"Pedimos que as autoridades façam algo por isso. Não podem deixar essa riqueza morrer assim"

A aposentada Maria Barbosa da Rocha, de 69 anos, que reside há quase 50 anos no KM 4 da BR-364, próximo ao Distrito Industrial,  em Rio Branco, denunciou à reportagem do ContilNet nesta terça-feira (1) o descaso das autoridades com o Igarapé São Francisco.

De acordo com ela, o afluente recebe todo o esgoto do presídio Francisco de Oliveira Conde, “Lembro que tomávamos banho nesse igarapé que tinha águas limpas. Pescávamos peixes de todos as espécies para o nosso sustento, mas com tanto esgoto e vermes que existem aí, é impossível comer pelo menos um cará [tipo de peixe] que sai daí”, disse ao se referir ao igarapé.

PUBLICIDADE

As águas que eram cristalinas agora se tornaram esverdeadas, por conta da grande quantidade de sujeira despejada, incluindo dejetos humanos.

“Pedimos que as autoridades façam algo por isso. Não podem deixar essa riqueza morrer assim. Não podemos mais tomar um banho ou pescar”, finalizou a moradora.

Esta já é a segunda denúncia publicada pelo ContilNet sobre a poluição severa do Igarapé São Francisco.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up