Rio Branco, Acre,


Tudo que você precisa saber sobre o novo PIX, na coluna da Caroline Alves

Especialistas, dizem que essa modalidade veio para revolucionar as formas de pagamento

Esclarecendo o PIX, nova modalidade de pagamento instantâneo. O Pix é o novo meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central em fevereiro de 2020 e já está funcionando na fase de teste, a expectativa é que seja liberada para toda população no próximo dia 16 de novembro. Especialistas, dizem que essa modalidade veio para revolucionar as formas de pagamento, melhorando a forma como os brasileiros realizam suas transações bancárias.

A primeira vantagem do Pix, é que ele vai funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano incluindo os feriados, desta forma, transações que antes demoravam dias, agora serão efetuadas em questão de segundos. Outra vantagem, está relacionada à tarifas mais baixas, já que a nova modalidade vai centralizar as operações, encurtando o caminho que o dinheiro percorre de uma conta para outra.

PUBLICIDADE

Não serão cobradas taxas para adesão ao Pix, os bancos e fintechs, somente poderão adicionar tarifas a PF e MEI em duas situações: vendas de produtos e serviços com cobranças através do Pix ou no caso de utilizarem o Pix de forma não eletrônica. Outras Pessoas Jurídicas, poderão ser tarifadas, essas tarifas vão variar conforme a instituição financeira.

A nova tecnologia de pagamento, foi pensada para gerar agilidade e praticidade com ainda mais segurança, por isso, se você ainda tem algum receio quanto a utilização do Pix, pode ficar tranquilo. Segundo Bacen, todas as informações serão criptografadas e as transações serão assinadas digitalmente, dispensando o uso de cartões e maquininhas, o que por si só já diminui as possibilidades de fraudes.

Além disso, vários mecanismos de proteção foram desenvolvidos para prevenção de crimes financeiros, inclusive lavagem de dinheiro. Eis o avanço e o futuro das transações bancárias no Brasil.

CHAVE PIX

Todas as transações realizadas no Pix, ocorrerão através da chave cadastrada, que possibilitará o acesso as informações da conta bancária. Uma pessoa física pode ter até 5 chaves para cada conta da qual seja titular, já uma pessoa jurídica pode ter até 20 chaves para cada conta.

As chaves podem estar vinculadas ao CPF/ CNPJ, e-mail, número de telefone ou mesmo uma chave aleatória criada pelo sistema. As chaves devem ser diferentes, não é possível cadastrar uma mesma chave em mais de uma conta (se você usa a chave número de celular, para banco X, deve usar outra chave para banco Y).

Antes, para realizar uma transferência bancária, o favorecido precisava fornecer dados como, nome completo, número da agência, número da conta, e ainda outros dados. Agora, somente será necessário fornecer a chave Pix. Transações que demoravam um ou mais dias úteis, irão ser concluídas em segundos.

Você já pode fazer o cadastro da sua chave no seu aplicativo bancário e estará pronto para utilizar e aproveitar essas e outras vantagens assim que for liberado. Mas, lembrando que o uso não é obrigatório.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up