31.3 C
Rio Branco
24 julho, 2021 12:10 pm

Mazinho chama Gladson de mentiroso e diz que vai levar comitiva para protestar contra governador

"Esse governador que está aí e que ajudei a eleger – e peço desculpas à população por isso – quer prejudicar os moradores e produtores rurais"

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Em entrevista à Radio Dimensão FM, em Sena Madureira, nesta sexta-feira (25), o prefeito Mazinho Serafim (MDB) não poupou críticas ao governador Gladson Cameli (Progressista). Inconformado com o pedido judicializado pelo Governo para que a prefeitura entregue ao Estado as máquinas que realizam serviços de infraestrutura e manutenção de estradas no município, o chefe do executivo municipal chamou o progressista de mentiroso.

De acordo com Mazinho, o maquinário foi enviado para Sena ainda na gestão do ex-governador Tião Viana (PT) e recebe manutenção por parte da prefeitura, atualmente.  O emedebista disse que recebeu uma ligação nesta semana de um coronel que teria sido orientado por Gladson a pedir os automóveis pesados.

“Ele [o governador] mandou um coronel me ligar para pegar as máquinas, e eu disse que não entregaria, já que essas são usadas para a manutenção e abertura de ramais na cidade. Esse governador que está aí e que ajudei a eleger – e peço desculpas à população por isso – quer prejudicar os moradores e produtores rurais. Ele mente descaradamente, não promete o que cumpre, como fez com a ponte do Segundo Distrito”, argumentou Serafim.

A justificativa dada pelo Governo a Mazinho é a de que o reparo das máquinas precisa ser feito, mas o prefeito diz que não acredita nessa possibilidade e que “o Estado vai colocar os veículos no cemitério de carros velhos”.

“São máquinas velhas, mas que funcionam e a prefeitura faz o reparo de todas. Já gastamos mais de R$ 25 mil só com uma com peça. Ele quer essas máquina pra quê? Pra jogar no cemitério de máquinas velhas, no lixo? E como ficam os produtores rurais daqui”, questionou.

Mesmo com o pedido governamental protocolado na justiça e assinado pela juíza responsável pela Comarca de Sena Madureira, Mazinho disse que acionou o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) para que os desembargadores derrubem a decisão do Estado. “Eu não vou entregar. Já acionei o Tribunal de Justiça, e vamos ver o que os desembargadores vão decidir”, continuou.

O prefeito de Sena reuniu pelo menos 200 produtores rurais para irem em comitiva à capital acreana, na próxima segunda-feira (28), e protestarem contra o pedido do governador durante a cerimônia de entrega de máquinas pesadas e caminhões que foram adquiridos em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio de emenda da bancada federal do Acre, na Areana Acreana. O grupo, em seguida, deve realizar uma manifestação em frente ao TJAC, pedindo apoio dos magistrados.

“Vamos sair de madrugada para cobrar um posicionamento dele. Levarei mais de 200 produtores para que ele veja o quanto os nossos moradores da Zona Rural estão inconformados com essa decisão”, salientou.

Mazinho disse que Cameli está fazendo birra e que persegue a população por não gostar do prefeito.

“Ele foi eleito para cuidar da população e não para perseguir. Se ele não gosta do prefeito, o problema é outro”, concluiu.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.