28.3 C
Rio Branco
3 agosto 2021 1:07 pm

Teste de memória: lembre como era o Barcelona antes de Lionel Messi

O contrato do camisa 10 com o clube catalão terminou na última quarta-feira (30/6) e, na teoria, ele está livre no mercado

POR METRÓPOLES

É difícil pensar no Barcelona e não pensar em Lionel Messi. Assim como é quase impossível pensar no time e tentar lembrar de como era antes do craque argentino. Em 2021/22, existe a chance de Messi e Barcelona não serem mais uma coisa só.

O contrato do camisa 10 com o clube catalão terminou na última quarta-feira (30/6) e, na teoria, ele está livre no mercado para assinar com outra equipe.

Na prática a situação é outra, pois Messi ainda não decidiu seu futuro e está focado na Copa América.

Entretanto, com essa possibilidade na mesa, o Metrópoles julgou interessante lembrar quando isso aconteceu pela última e como foi o desempenho do Barcelona a última vez que Messi não esteve no time.

Segundo o site oGol, a primeira vez que Lionel passou a integrar o time profissional do Barça em 2003/04, apesar de só ter estreado em 2004/05.

Portanto, a temporada de 2002/03 foi a última que o mundo viu um Barcelona sem o argentino.

Naquele período o time titular tinha: Roberto Bonano, Michael Reiziger, Frank de Boer (recentemente demitido da seleção holandesa), Patrik Andersson, Carles Puyol, Thiago Motta, Luis Henrique (atual técnico da Espanha), Xavi, Javier Saviola, Patrick Kluivert e Marc Overmars.

E, além deles, os técnicos Radomir Antic e Louis van Gaal — os dois passaram pelo comando do clube naquela temporada — ainda contavam com Victor Valdés, Iniesta ainda no início da carreira, Riquelme e o brasileiro Geovanni, ex-Cruzeiro.

Aquele elenco, terminou a temporada com apenas um título, da Copa do Rei. Na La Liga, ficaram em 6º e na Champions League caíram nas quartas de final diante da Juventus — naquela época, o mata-mata já começava nas quartas.

O holandês Patrick Kluivert e o argentino Javier Saviola — atualmente jogador de futsal, aos 39 anos — foram os artilheiros do Barça naquela campanha, com 21 e 20 gols, respectivamente.

O último camisa 10

O conterrâneo de Messi e ídolo argentino, Riquelme, foi o último dono da camisa 10 antes dele se tornar profissional.

O primeiro número de Lionel no Barcelona foi o 30, na mesma época que Ronaldinho Gaúcho assumiu a 10 depois da saída do ex-Boca Juniors, em 2003/04, e foi o antecessor de Messi com o manto lendário.

A história de Lionel no Barça foi sendo construída aos poucos até chegar no patamar que ele alcançou há muitos anos. Desde 2008/09, a camisa 10 tem o mesmo dono, o mesmo nome nas costas e está perto de ficar orfã.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.