22.3 C
Rio Branco
25 setembro 2021 1:56 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Em live de Marcos Mion, aluno com autismo ganha vaga em nova escola após ser barrado em aula presencial

Caso de menino de Porto Velho ganhou repercussão após mãe postar vídeo desabafando sobre filho ser retirado de escola filantrópica por falta de tutor. Gustavo, de 9 anos, vai estudar em escola municipal

POR G1

Durante uma live do apresentador Marcos Mion, o estudante com autismo Gustavo Berillo, de 9 anos, — barrado das aulas presenciais em uma escola filantrópica por falta de cuidador — ganhou uma vaga para estudar na escola da rede municipal de Porto Velho.

A live, que foi assistida por quase 600 mil pessoas na terça-feira (17), teve um debate entre o apresentador Marcos Mion, o prefeito Hildon Chaves, e Mabel Colares, mãe de Gustavo.

O caso do menino Gustavo ganhou repercussão nacional após Mabel gravar um vídeo emocionada e desabafar sobre a retirada do filho da escola filantrópica.

De acordo com Mion, que é pai de um filho com espectro autista e levanta a bandeira da causa, a conversa teve o intuito de dar voz à mãe, para assim buscar os direitos das crianças com autismo.

Durante a live, Hildon ofereceu uma vaga para Gustavo na escola municipal Antônio Ferreira, unidade de ensino estruturada para receber alunos com deficiências. E foi aceita pela mãe. Conforme o prefeito, todas as 141 escolas da rede municipal estão capacitadas para receberem alunos com qualquer deficiência, inclusive os com autismo.

Entretanto, apesar da vaga garantida na rede municipal, Mabel explicou que possui incertezas sobre o futuro do filho quando ele alcançar as séries da rede estadual.

“A rede municipal é muito curta, então logo o meu filho vai sair dessa rede. A questão é que depois da rede municipal, ele vai pra rede estadual, e na rede estadual ele não tem esse apoio que o município dá para crianças com deficiências aqui do estado de Rondônia”, desabafou.

Sobre isso, o apresentador cobrou a prefeitura de Porto Velho para exigir políticas públicas estaduais em favor do direito de pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

Além disso, Mion falou sobre a Lei Romeo Mion, batizada em homenagem ao filho do apresentador, que assegura atendimento de portadores aos serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social. Lei que Hildon informou estar “estudando a implantação em Porto Velho”.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.