31.3 C
Rio Branco
3 dezembro 2021 12:39 pm

Das ruínas de Pompeia a tumba de Tutancâmon: as 5 descobertas mais impressionantes da História

POR AVENTURAS NA HISTÓRIA

Última atualização em 31/10/2021 09:49

1. Pompeia, 1763

Vítimas da erupção do Vesúvio / Crédito: Getty Images

 

Uma das maiores descobertas da arqueologia moderna, as ruínas de Pompeia, Herculano e outras comunidades romanas no sul da Itália ficaram eternizadas após a tragédia do monte Vesúvio, que transformou os moradores em estátuas de cinza vulcânica.

2. Pedra de Roseta, 1822

A pedra, com inscrição em três idiomas: hieróglifos egípcios, demótico e grego / Crédito: Getty Images

 

Este grande artefato de pedra com um texto escrito foi importante não pelo seu conteúdo, mas pelas línguas presentes nele. Encontrado durante a disputa entre Napoleão Bonaparte e a Marinha Britânica pelo controle do Egito, o bloco de rocha coberto de caracteres foi alvo de pesquisas entre franceses e ingleses.

Ela continha um decreto de rotina escrito em três línguas: grego, escrita demótica e, o mais importante, hieróglifos egípcios. Com isso em mãos, o francês Jean-François Champollion conseguiu decifrar a linguagem fonética dos antigos egípcios, abrindo caminho para o conhecimento de quase 3 mil anos de história.

3. Tumba de Tutancâmon, 1922

Carter próximo ao sarcófago de ouro de Tutancâmon / Crédito: Getty Images

 

Quando o britânico Howard Carter encontrou os primeiros sinais do mausoléu do rei Tut, ele abriu as portas para um dos tesouros mais extraordinários já localizados por um arqueólogo. O faraó, que morreu em 1323 a.C., com apenas 18 anos, levou consigo carros de guerra, perfumes, estátuas guardiãs, remos de barcos e mais de 700 itens que revelavam o cotidiano da realeza egípcia.

No entanto, o mais surpreendente foram os quatro sarcófagos que guardavam a múmia, o último pesando aproximadamente 110 quilos de ouro puro.

4. Manuscritos do Mar Morto, 1947

Manuscrito do Museu de Israel, Jerusalém / Crédito: Getty Images

 

Os primeiros manuscritos do mar Morto, que revelavam como viviam os primeiros cristãos, foram parar em mercados de antiguidades da Palestina. Encontrados em jarros dentro de grutas, eles acabaram revelando centenas de obras literárias judaicas, que datavam entre 200 e 130 a.C.

5. Exército de Xian, 1974

Exército em tamanho real / Crédito: Getty Images

 

Apesar de terem sido construídos no formato “linha de produção”, com suas respectivas partes coladas posteriormente, cada soldado tem traços únicos: uns são mais altos, outros mais baixos, e o cabelo e uniforme permitem identificar oficiais, guerreiros e generais.


Saiba mais sobre essas descobertas através das obras abaixo 

Pompeia: A vida de uma cidade romana, Mary Beard (2016) – https://amzn.to/2KAupDc

Tutancâmon: o último segredo, de Christian Jacq (2009) – https://amzn.to/2NYf9C6

Legions of Clay: Terracotta Army of the China Qin Dynasty, de Robert Michaels – https://amzn.to/33XOnPU

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.