27.3 C
Rio Branco
24 novembro 2021 6:48 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Pitbull de Rondônia quebra recorde mundial e tenta entrar no Guinness como maior do mundo

Animal foi criado através do cruzamento genético entre pitbulls selecionados e já ultrapassou medidas do atual recordista mundial. Para entrar no Livro dos Recordes, cão precisa do reconhecimento internacional da mídia.

POR G1

“As imagens não mostram o real tamanho dele pessoalmente”.
Essa é a fala de quem tenta fotografar Drax, o maior pitbull de Rondônia, que tenta ser classificado no Guinness Book, o Livro dos Recordes, como o maior pitbull do mundo. O animal tem 1 ano e seis meses e já ultrapassou as medidas do atual recordista mundial.

Apesar do tamanho e da aparência de bravo, Drax é extremamente dócil. O cão é da raça pit monster, que deriva do pitbull. Ele foi planejado através do cruzamento genético de cães selecionados e é criado para ser o maior do mundo.

Seu nome faz referência ao personagem da Marvel, Drax, o Destruidor, que é conhecido por seu tamanho, força e seu jeito brincalhão, mesmas características do pitbull gigante. Além disso, o nome do canil em que Drax é criado é Guardiões de Rondônia, também referência ao filme Guardiões das Galáxias.

Na sexta-feira (12), as medidas do cão foram avaliadas e foi atestado que são maiores do que as do atual maior pitbull do mundo. Agora, para conquistar a classificação no Guinness Book, é preciso ter reconhecimento da mídia à nível nacional e internacional.

Peso-pesado

O maior pitbull do mundo, reconhecido pelo Guinness Book, é o Hulk. O cão é de uma família americana e pesava 78 quilos quando bateu o recorde mundial. Seu porte foi considerado três vezes maior do que de um Pitbull comum. Contudo, segundo Wallace Klei, proprietário do canil e criador de Drax, antes mesmo de completar 1 ano, o pit monster de Rondônia já havia ultrapassado o tamanho de Hulk.

“Com 10 meses ele já tinha todas as medidas do maior do mundo. Hoje [com 1 ano e 6 meses] ele ultrapassou todas as medidas. Geralmente, a raça dele chega ao auge do tamanho com 2 anos. Está crescendo ainda”, explicou o dono do canil.

Hulk, o maior pitbull do mundo, e sua dona — Foto: Redes Sociais/Divulgação

Hulk, o maior pitbull do mundo, e sua dona — Foto: Redes Sociais/Divulgação

Para comprovar ser maior que o recordista mundial, Drax precisou ser medido e pesado. A pesagem foi marcada com a imprensa na tarde de sexta-feira (12), em um petshop de Porto Velho. Para garantir a veracidade das medidas, o influente criador de pitbulls de grande porte no Brasil, Maurício Bellini, do Rio de Janeiro, foi convidado para o evento.

Contudo, a tarefa não foi fácil. Na hora de iniciar a pesagem, foi percebido que Drax não cabia na balança. Após várias pesquisas por uma balança maior na cidade sem sucesso, os responsáveis pelo cão tiveram que usar um caixote de plástico, que teve seu peso descontado da balança. Foi necessário quatro homens para colocar o pit monster no equipamento.

As medidas comprovaram: com 81,4 quilos, 65 centímetros de cernelha e 72 centímetros de crânio, Drax é maior e mais pesado do que qualquer outro pitbull do mundo.

Conforme o dono do animal, Drax alcançou as maiores medidas mesmo perdendo cerca de 4kg nesta semana. O pitbull havia ficado recluso após ter machucado a pata, e deve passar por procedimento cirúrgico.

‘Criado para ser o maior’

 

Drax é o maior pitbull do Brasil — Foto: Arquivo Pessoal

Drax é o maior pitbull do Brasil — Foto: Arquivo Pessoal

A grandeza de Drax foi planejada antes mesmo de seu nascimento. Wallace contou que o animal é resultado de cruzamentos genéticos entre vários cães selecionados e foi idealizado para ser o maior do mundo. O pitbull bisavô de Drax foi campeão nacional de tração 17 vezes no Estados Unidos.

“O drax foi um planejamento de fazer um cão tão grande como o do EUA. Na linha dele de sangue, os avós, tanto de parte de mãe como parte de pai, são importados de canis que já trabalham com a linhagem de cães pesados. O planejamento vem desde o preparo da matriz para a gestação, para que o filhote seja forte ao nascer”, explicou Wallace.

Essa seleção genética faz com que Drax seja extremamente dócil. Durante o evento de pesagem, a atenção do pit monster para as câmeras foi conquistada através de brinquedos.

“Antigamente, para seleção genética do pitbull, pegavam sempre o alpha das ninhadas, procuravam um cão mais ativo para rinha, para briga, queriam sempre o mais valente. Hoje não. Fizeram uma seleção nacional dos filhotes mais bonitos, mais robustos, mais dóceis e tranquilos. E com a evolução, criou-se um cão dócil, mesmo sendo forte e grande”, explicou.

Além da genética, o cão é criado em condições diferenciadas e recebe alimentação específica para ser o maior.

“A alimentação, junto com a sanidade, são de suma importância para que o animal expresse todo seu potencial genético. Fornecemos ração superpremium de acordo com toda fase de vida do animal. Outro ponto fundamental é o ambiente climatizado, promovendo assim um conforto e bem estar. Assim como, o fenótipo é igual a soma do genótipo com o ambiente”, explicou.

Drax tem alimentação e cuidados específicos para ser o maior pitbull do mundo — Foto: Beatriz Galvão/g1

Drax tem alimentação e cuidados específicos para ser o maior pitbull do mundo — Foto: Beatriz Galvão/g1

Pit monster x Pitbull

A genética do Drax vem de cães importados dos Estados Unidos, de raças derivadas do pitbull como a American Pit Bull Terrier. Segundo Maurício Bellini, que cria cães da raça há 20 anos, no Brasil, a nomenclatura utilizada para os “pitbulls gigantes” é Pit monster.

“É uma raça nova que a gente chamou de pit monster. Ele não é um pitbull, já que o pitbull tradicional é uma raça magra, os ossos da costelas aparecem, tem um ímpeto diferente, é mais agitado da própria natureza do animal”, explicou.

Comparação entre as raças Pit monster e American Pit Bull Terrier — Foto: Arte g1

Comparação entre as raças Pit monster e American Pit Bull Terrier — Foto: Arte g1

“O pit monster já é um animal mais pesado, mais molosso, deriva do pitbull, tanto que tem a cara da raça, mas o físico não tem nada a ver. O pitbull é uma raça totalmente definida e o pit monster é uma raça em construção, mas que já tem as suas morfologias e fenótipo definidos dentro das organizações de registro”.

Apesar do tamanho do animal, por ele ser dócil, Maurício explica que o pit monster não pode ser usado como cão de guarda.

“O pessoal fala pra mim ‘eu queria comprar um cão desse pra guarda’, e eu falo ‘olha, só vai assustar o ladrão, mas morder o ladrão ele não morde, porque são muito bonzinhos’. Por trás de todo monstro tem um coração gigante”, destacou.

Filhotes à R$ 100 mil

O atual maior pitbull do mundo, o Hulk, foi pai de uma ninhada de 8 filhotes em 2017. Os cãezinhos foram avaliados em 500 mil dólares, equivalente à quase R$ 1,7 milhões na época e foram vendidos antes mesmo de nascer.

Wallace planeja que Drax também dê filhotes. O cão já foi levado para cruzar 3 vezes, mas para ter filhotes gigantes, precisa cruzar com uma fêmea selecionada, de grande porte, para que os cães tenham suporte para crescer.

Caso Drax seja considerado o maior do mundo, a expectativa é de que o valor de suas crias seja em torno de U$ 20 mil, aproximadamente R$ 100 mil.

Drax, maior pitbull de Rondônia, e seu dono — Foto: Beatriz Galvão/g1

Drax, maior pitbull de Rondônia, e seu dono — Foto: Beatriz Galvão/g1

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.