25.3 C
Rio Branco
7 janeiro 2022 9:38 am

Narciso: ‘Ou os países ricos socorrem os pobres, ou a pandemia da Covid-19 não será erradicada’

POR NARCISO MENDES, PARA CONTILNET

Última atualização em 21/12/2021 15:09

Todos contra a Covid-19.

Ou os países ricos socorrem os países pobres ou a pandemia da Covid-19 não será erradicada.

E como socorrê-los? Em princípio, que os países ricos forneçam vacinas àqueles países que não tem condições de adquiri-las. A propósito, a nova variante, a Ômicron, surgiu na África e já chegou a todos os nossos cinco continentes, e no nosso país, três contaminados já foram identificados.

E em relação aos negacionistas, àqueles que se recusa a se vacinar, o que restará ser feito. Impedi-los de participar de aglomerações, sobretudo em ambiente fechados, em particular, de ter acesso aos transportes coletivos, teatros, cinemas ou a quaisquer outros ambientes de natureza recreativa.

Em relação aos seus deslocamentos aéreos, que não seja permitido o acesso àqueles que não estejam vacinados, e no extremo, que seus passaportes sejam retidos, posto que, foi via área que a pandemia da Covid-19 chegou a todos os países do mundo.

Pior ainda: a Covid-19 já se revelou excessivamente mutante, ou seja, capaz de criar novas cepas, entre elas poderíamos citar: a alfa, a beta, a delta, a gama e a mais recente, a ômicron, e enquanto não for erradicada faltarão letras no alfabeto grego para identificá-las.

Foi a vacinação em massa e os cuidados preventivos, não farmacológicos, que possibilitou que o Brasil passasse das 3.000 mortes diárias para as atuais 250 mortes, ainda assim, uma tragédia.

Faz bem as nossas autoridades que estão cancelando as nossas tradicionais festas de final de ano, e em dependendo da agressividade da variante ômicron, em cancelar o carnaval de 2022.

Não fosse a vacinação, ao invés das 615.000 mortes de brasileiros por Covid-19, no mínimo, já teríamos alcançado mais de 1.000.000 de mortes. Ainda assim, uma pequena fração de brasileiros insiste em não se vacinar.

Inimaginável é o que está acontecendo nos EUA. Lá, a Covid-19 vem sendo tratada de forma política, e a provar que sim, os Estados predominantemente republicanos apresentam o maior número de pessoas não vacinadas, e não por coincidência, são os mais vitimados pela pandemia.

Na mais recente reunião da OMS-Organização Mundial de Saúde, o seu presidente, Tedros Adhanom, chamou a atenção dos países ricos no sentido de socorrer os países pobres, sobretudo, p do continente africano, fornecendo-lhes as vacinas que se fazem necessárias para empreenderem a vacinação em massa de suas populações.

Embora tardiamente, esta é a única solução capaz de erradicar a Covid-19, isto porque, enquanto existir uma única pessoa, em todo o mundo, portanto o coronavirus, em qualquer de suas cepas, continuaremos ameaçados por novas ondas da referida pandemia.

A propósito: em razão da ômicron já estamos na travessia da 4 onda.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!