29 de maio de 2024

Coluna da Beth: Acreano faz especialização em Cirurgia Geral e Bariátrica no Paraná

O gatinho Guilherme Chalub Neto foi aniversariante do dia 20. Ganhou todos os paparicos da enorme família Roque e Chalub, especialmente dos pais Naif e Socorro Chalub. Na foto com a mana Dedê Chalub.

Parabéns Guigo lindo da dinda!

O médico acreano Carlos Alberto Ferreira de Oliveira se especializou em Cirurgia Geral e Bariátrica na cidade de Paranavaí, no Paraná. Na foto está recebendo o diploma das mãos da esposa, também médica Shuamy modesto.

Parabéns ao casal e a família, especialmente a orgulhosa mãe Lavínia Gomes.

Divania da Conceição inaugurou madeixas novas para o ciclo novo. Ela trintou sem aglomerou e prontinha para curtir Olinda com ou sem carnaval de rua.

O publicitário, videomaker, radialista e muito gato Júnior Passos assumirá o comando do programa Toque e Retoque nas tardes da FM 93, 3, no período de 21 de fevereiro a 04 de março, e o programa “Sem Controle”, continuará apresentado normalmente aos sábados com ele e Raquel Zayre.

Se liguem na missão!!!

Não existe limite de idade ou sonho para realizar metas estabelecidas na infância. Com esse objetivo Benedetta Barzini tornou-se, aos 78 anos um dos rostos de uma campanha internacioal de beleza da marca Gucci.

A mensagem é que sempre é possível fazer a diferença e ser revolucionário, assim como esta modelo italiana protagonista em plena atividade aos 78 anos.

Susete Gomes feliz da vida com a idade nova. Ela veio passar em Rio Branco e ficou revoltada ao encontrar a Saudosa Maloca de portas fechadas. Uma graça!

Mais do que apenas ajudar os pets, a Associação Patinha Carente, (ONG) salva vidas inocentes!

Já parou para pensar em quantos animais indefesos estão passando por sofrimento, dor, fome e abandono em nossa cidade?

Sabia que não existem políticas públicas nem do Estado, nem do Município em favor deles?

Saiba como apoiar e ajudar a causa que é um dever de todos, afinal de contas, assim como nós, são também criaturas de Deus.

A advogada e criadora da ONG, Vanessa Facundes, recebe denúncias diariamente de maus tratos a gatos, cachorros, cavalos, bois, vacas, bezerros e dirige a ÚNICA instituição, em atividade atualmente em todo o Estado do Acre.

Ajude fazendo doação em dinheiro para tratamentos veterinários, compra de medicamentos, cuidados, ração e participe das feiras de adoção realizadas periodicamente.

Informações para trabalhos voluntários através do telefone (68) 99989-3535.

Depósitos na conta

Banco do Brasil

Agencia 8125-6 Conta 78296-3

CNPJ Pix 21.614.179\0001-47

Assistam ao vídeo:

 

Sem nenhum Lei que os favoreçam, exceto a federal, sem políticas públicas do Estado ou do Município em favor dos animais abandonados na rua, a ONG Patinha Carente é a única em atividade no Estado e não conta com apoio de nenhuma clínica veterinária. Todas cobram valor normal e não disponibilizam nenhum dia de atendimento gratuito aos animais de ruas que devem ser castrados. Conheça as ações da criadora da entidade.

A cantora Rihanna grávida aos 33 anos revelou em uma sessão de fotos com o seu namorado, o rapper A$AP Rocky que nunca se sentiu mais linda. Alguém discorda?

Belíssima e descolada como sempre!

A fisioterapeuta Suiane Angotti com os pais Sonia e Amadeu em seu jantar de aniversário realizado na última sexta feira.

On Line

*O Rancho Porta do Céu é o point deste fim de semana 25. Dias 23 e 24 haverá Prova de Tres Tambores. 25 e 26, disputa de Laço em Dupla. Dia 25 Leilão RPC & Convidados.

Toda a programação será executada dentro das normas estabelecidas pelas autoridades sanitárias.

*O aumento do contágio por conta da Covid-19, as constantes gripe e casos de dengue causadas pelo inverno amazônico, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre) de Rio Branco faz apelo aos doadores de sangue.

*O acreano não tem um minuto de paz. Além das variantes da Covid-10, a cheia do Rio Acre começa a assustar e a desabrigar famílias ribeirinhas.

*Os desafios da Educação Ambiental sob um governo tido como devastador. A educação é umas das principais ferramentas, se não a principal que permite aos seres humanos o autoconhecimento e desvendar o mundo e os outros seres que nele habitam. Como suas ações podem transformar essa realidade, seja em sua dimensão social, em sua dimensão físico ambiental.

A educação ambiental, surgida nos anos 1960, tenta incutir que os impactos das ações humanas sobre os ambientes naturais e urbanos, os elementos necessários para propiciar uma relação menos predatória e degradante das pessoas com o meio em que vivem. No Brasil houveram avanços como a implementação de programas, projetos e ações de Educação Ambiental em todos os níveis de governo e a instituição da Política Nacional de Educação Ambiental, em 1999. No entanto, nos últimos anos, essa política pública vem sofrendo retrocessos brutais, justamente em tempos de eventos climáticos extremos, cujos efeitos requerem ações cada vez mais necessárias.

*O governo do Rio tinha autorização para usar 700 milhões na prevenção de tragédias como essa de Petrópolis. Usou apenas 169 milhões. Agora que aconteceu o pior, é a sociedade civil, o sofrido povo brasileiro, que se mobiliza em solidariedade. A quantia ajuda, mas não resolve em nada o problema estrutural da falta de políticas públicas de habitação. Pior é que a prefeitura de Petrópolis tem apenas 500 pessoas, dentre voluntários e bombeiros, trabalhando no rescaldo da tragédia. Precisa de mais 2000 pessoas.

Cadê o governo do Rio e o governo federal? Fora o jogo de cena de “sobrevoar as áreas atingidas”, não fizeram nada!

*Achei tão absurdo esse laudêmio (taxa privada) pago pela população de Petrópolis aos descendentes da Família Real, ainda mais depois desse desastre. Muita gente que tem casa ou apartamento no litoral precisa pagar laudêmio “público” para Marinha, outros para Igreja Católica, o que já é um absurdo, mas esse laudêmio “privado” é o cúmulo da aberração jurídica. Praticamente, os proprietários precisam pagar uma taxa de 2,5% (Não importa o valor da propriedade, funciona como a cobrança do imposto de renda que onera os mais pobres) aos descendentes dos colonizadores ao comprar um imóvel. E não existe retorno desse “investimento” na cidade.

Quer dizer: os moradores de Petrópolis precisam pagar uma taxa além do preço do imóvel, IPTU etc, para poder morar em um terreno que tecnicamente pertence a Família Real, sem nenhum tipo de benefício de volta. Se essa taxa fosse minimamente aceitável, o dinheiro arrecadado deveria ir aos indígenas, os verdadeiros donos das terras brasileiras, mas eles quase não conseguem nem demarcação de terras.

*Essa tragédia de Petrópolis, confirma que no Brasil ainda tem gente boa e solidária. Elas precisam votar com o mesmo amor no coração quando ajudam o próximo. Não podem ser enganadas pelos falsos profetas.

*Conhecimento é saber que um tomate é fruta. Sabedoria é saber que não se deve usar um tomate em uma salada de frutas.

É sobre isso pessoas da minha bolha!

*Será que no futuro a telenovela brasileira irá mudar seu manjado modelo de trama estereotipado? Que basicamente é uma galera rica querendo comer uma galera pobre, muito barraco histriônico, muita sacanagem e desonestidade com o próximo. Ah, e a novela das 21 horas, via de regra, tem os primeiros capítulos rodados em um país exótico.

*O brasil precisa se reencontrar com a justiça com urgência. Parar com essa bizarrice perigosa da justiça obedecer ao “clamor popular”. Ora, se é para o “clamor popular” julgar, então não precisa de justiça nem de leis. Agora ficar todo mundo achando normal condenar a 18 ou 22 anos de prisão pessoas que foram negligentes, mas que todos nós sabemos que jamais tiveram intenção de matar alguém ou mesmo que tenham assumido isso como uma possibilidade, é assustador.

É para julgar os réus por suas ações ou para vingar os mortos? Dá para o brasil decidir se quer ter justiça ou se a justiça NÃO importa.

As diferenças

Diz uma lenda que vários bichos decidiram fundar uma escola. Para isso reuniram-se e começaram a escolher as disciplinas. O pássaro insistiu para que houvesse aulas de voo. O esquilo achou que a subida perpendicular em árvores era fundamental. E o coelho queria de qualquer jeito que a corrida fosse incluída. E assim foi feito. Incluíram tudo, mas… cometeram um grande erro. Insistiram para que todos os bichos praticassem todos os cursos oferecidos.

O coelho foi magnífico na corrida. Ninguém corria como ele, mas queriam ensiná-lo a voar. Colocaram-no numa árvore e disseram: “Voa, Coelho”. Ele saltou lá de cima e pluft… coitadinho! Quebrou as pernas. Ele não aprendeu a voar e acabou sem poder correr também. O pássaro voava como nenhum outro, mas o obrigaram a cavar buracos como uma toupeira. Quebrou o bico e as asas, e depois não conseguia voar tão bem, e nem mais cavar buracos.

Desconheço autoria

SABE DE UMA COISA? Todos nós somos diferentes uns dos outros e cada um tem uma ou mais qualidades próprias dadas por Deus. Não podemos exigir ou forçar para que as outras pessoas sejam parecidas conosco ou tenham nossas qualidades. Se assim agirmos, acabaremos fazendo com que elas sofram e no final elas poderão não ser o que queríamos que fossem… E, pior, elas poderão não mais fazer o que faziam bem feito. RESPEITAR AS DIFERENÇAS É AMAR AS PESSOAS COMO ELAS SÃO!

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost