30.2 C
Rio Branco
22 maio 2022 2:13 pm

As maiores atuações de brasileiros na Champions

Após o show de Rodrygo, selecionamos outras performances que entraram para a história da Champions. Veja e faça o seu ranking

POR GE

Última atualização em 06/05/2022 10:04

  • 1

    LUCAS MOURA

    AJAX 2 X 3 TOTTENHAM (2018/19)

    O jogo da vida de Lucas Moura. Diante da ausência do centroavante Harry Kane, ele assumiu o papel de goleador e fez os três, o último deles aos 51 da etapa final, que o Tottenham precisava para superar o Ajax e se classificar para a inédita final da Liga dos Campeões. É difícil não tirá-lo do topo.

  • 2

    NEYMAR

    BARCELONA 6 X 1 PSG (2016/17)

    Quando Cavani marcou para o PSG no Camp Nou, o Barcelona, que vencia por 3 a 1, precisava fazer mais três. E eles vieram nos sete minutos finais – graças a Neymar. Aos 43, ele fez de falta. Aos 46, ampliou de pênalti. Faltava mais um… e o brasileiro deu o passe para Sergi Roberto garantir a histórica remontada.

  • 3

    RODRYGO

    REAL 3 X 1 CITY (2022/21)

    Rodrygo entrou aos 22 do segundo tempo. O City fez 1 a 0 aos 27. O Real Madrid precisava de dois gols para ir à prorrogação. E eles vieram nos pés do brasileiro: aos 45, e aos 47. Dois gols decisivos, em uma semifinal, pelo maior campeão da Champions. Esse é o peso do feito do atacante ex-Santos.

  • 4

    RONALDO

    UNITED 4 X 3 REAL (2002/03)

    Uma atuação tão soberba que Alex Ferguson, o técnico adversário, a descreveu como uma das maiores que viu ao longo de 30 anos de carreira. Em seu grande jogo pelo Real Madrid, o Fenômeno fez três gols em Old Trafford na derrota por 4 a 3 para o Manchester United – resultado que classificou os merengues às semifinais depois do triunfo por 3 a 1 em Madri.

  • 5

    KAKÁ

    UNITED 3 X 2 MILAN (2006/07)

    A imagem eternizada desse jogo foi a trombada de Evra e Heinze logo antes do segundo gol do brasileiro. Um dos gols mais emblemáticos da carreira de Kaká, que seria melhor do mundo em 2007. Derrotado por 3 a 2 naquele jogo, na Inglaterra, o Milan se impôs em casa ao vencer por 3 a 0 e se classificar para a decisão.

  • 6

    DIDA

    MILAN 0 X 0 JUVENTUS (2002/03)

    Dida vivia altos e baixos no Milan. Até essa final de 2003. Uma final contra a Juve de Buffon. Ele atuou bem nos 90 minutos. E cresceu na decisão por pênaltis. Defendeu três cobranças: de Trezeguet, Zalayeta e Montero. O Milan foi campeão em cobrança de Schevchenko. Mas o brasileiro acabou como o herói da partida.

  • 7

    BELLETTI

    BARCELONA 2 X 1 ARSENAL (2005/06)

    Saiu do banco para fazer o gol do título. Ele entrou a 20 minutos do fim, quando o Arsenal vencia por 1 a 0, viu Eto’o empatar e, em seguida, virou a partida para garantir o bicampeonato continental do Barcelona (que tinha ainda Ronaldinho e Messi). Um gol histórico.

  • 8

    RONALDINHO

    MILAN 0 X 1 BARCELONA (2005/06)

    Nos inúmeros vídeos com lances da carreira de Ronaldinho, momentos deste jogo são constantes. O Barcelona venceu o Milan por 1 a 0 no San Siro com uma assistência mágica do brasileiro para Giuly. Mas não foi só isso. Bola na trave, dribles, caneta, chapéu, lançamentos primorosos e um recital do brasileiro.

  • 9

    JUARY

    PORTO 2 X 1 BAYERN (1986/87)

    Saiu do banco para fazer o gol do título. Entrou no intervalo, quando o Bayern de Munique vencia por 1 a 0, deu a assistência para Madjer empatar e, logo em seguida, virou a partida para garantir o primeiro título continental do Porto (que ainda tinha Casagrande).

  • 10

    LUIZ ADRIANO

    SHAKHTAR 7 X 0 BATE BORISOV (2014/15)

    Foi o segundo jogador a fazer cinco gols num jogo de Liga dos Campeões. Apenas um certo Lionel Messi o acompanha nesse feito. Apesar da quantidade expressiva de bolas na rede, o jogo não tinha tanto peso. Era só uma rodada da fase de grupos.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.932 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.