29.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 2:16 pm

“Ele tentou ajudar e acabou neste processo como réu”, diz advogada de Alan Araújo

Sales pediu ainda que os jurados entendam que dona Raimunda, mãe de Jonhliane, não é a única a estar de luto

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 18/05/2022 20:08

A advogada Kátia Sales foi a primeira dos cinco que compõem a banca de defesa de Alan Araújo, a falar no debate que ocorre nesta quarta-feira (18), na Cidade da Justiça, em Rio Branco.

Na sua defesa, ela pediu que os jurados entendam que Alan tentou ajudar a vítima, mas acabou sendo empurrado para o processo que enfrenta hoje.

A advogada se refere ao fato de Alan ter afirmado mais cedo que ao ver o corpo de Jonhliane, parou para ajudar e saiu a procura de Ícaro, que estava em fuga.

Sales pediu ainda que os jurados entendam que dona Raimunda, mãe de Jonhliane, não é a única a estar de luto.

“Respeitamos a família, respeitamos o luto, mas o Alan e o Ícaro também têm uma mãe, a dor pode não ser física, mas elas também estão de luto, perderam a convivência com seus filhos”.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.086 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.