21 de fevereiro de 2024

ONG leva diversidade artística à periferia de Rio Branco com projeto “Quintal Cultural”

O grupo é formado por jovens voluntários e age com foco no Tancredo Neves e bairros próximos, na parte alta da cidade

Com o objetivo de promover e dar visibilidade à produção cultural de artistas locais e das periferias de Rio Branco, integrando as diversas artes, a ONG Grêmio Recreativo Explode Coração (Grec) realiza neste domingo (29) a primeira edição do projeto “Quintal Cultural: sons e arte da periferia”, na Associação de moradores do bairro Tancredo Neves.

O evento, realizado em parceria com a Fundação Elias Mansour (FEM) e a Casa do Pescador, vai reunir diversos artistas e atrações com muita música, dança, capoeira, poesia, teatro e contação de história, a partir das 18h.

Segundo o coordenador da ONG, Cleson Lima, o projeto nasceu com a missão de promover um espaço de visibilidade cultural que possa atender a população de regiões mais periféricas da capital acreana, proporcionando à comunidade, entretenimento e diversidade cultural de forma gratuita.

“A ideia é a descentralização da cultura. Levar a cultura para a ponta, para dentro da comunidade, em especial as comunidades periféricas, comunidade em área de vulnerabilidade social e cultural, para as pessoas que muitas vezes não têm condições de se deslocar e ir até o centro da cidade para ver uma apresentação cultural. E também a ideia de valorizar o artista, porque muitos artistas não têm oportunidade, não têm um palco para poder se apresentar e a gente vai proporcionar isso”, destaca.

Cleson explica que o Quintal Cultural é também uma forma de mostrar que é possível fazer arte em casa, criando espaço de manifestação artística dentro das comunidades.

“A ideia é abrir o quintal, mostrando que cultura pode ser feita dentro do quintal mesmo, pode ser feita em uma praça, pode ser feita na rua. A nossa ideia é mostrar que dentro de um quintal dá para fazer cultura, mostrando que a cultura pode ser realizada em todo e qualquer lugar”, diz.

Além de eventos culturais, o Grec também desenvolve outras atividades como funcional comunitário, cursos pré-Enem, atividades recreativas com crianças, bem como aulas de dança, de canto e de instrumentos musicais. Também faz parte dos projetos a quadrilha junina Explode Coração.

O grupo é formado por jovens voluntários e age com foco no Tancredo Neves e bairros próximos, na parte alta da cidade.

“A área da regional do bairro Tancredo Neves é uma área muito carente. Os bairros que fazem parte dessa regional são totalmente desassistidos de cultura. Tanto que não temos sequer um centro cultural, e olha que é uma área bem grande da nossa cidade. Então, a regional da parte alta é totalmente desassistida”, finaliza o coordenador.

Serviço:

O que: “Quintal Cultural: sons e arte da periferia

Quando: 29 de outubro

Horário: 18h

Onde: Associação dos Moradores do bairro Tancredo Neves,

Realização: Grêmio Recreativo Explode Coração, Fundação Elias Mansour e Casa do Pescador

Entrada: gratuita

PUBLICIDADE