21 de fevereiro de 2024

Acre vivencia extrema onda de calor a partir desta sexta-feira, mesmo com previsão de temporais

Previsão é de plataforma que estuda o clima e a temperatura em território nacional e alerta que calor será intenso a partir deste fim de semana

O país, em todas as regiões, vai passar, nesta sexta-feira (10), por uma nova onda de calor que começa a se instalar sobre o território brasileiro e elevar as temperaturas na maioria dos estados, inclusive nos próximos dias. Mas, em meio ao intenso calor, em regiões como o Acre onde pode chover, inclusive com temporais.

SAIBA MAIS: Nova onda de calor com risco à vida deve chegar ao Acre; Defesa Civil alerta para cuidados

É o resultado de ar quente e úmido predominando sobre a região Norte do Brasil, o que estimula a formação de nuvens carregadas. É o que informa a plataforma Climatempo, ao apontar que o calor intenso se inicia neste fim de semana dos dias 11 e 12 de novembro e deve se intensificar no decorrer da semana do feriado de 15 de novembro de 2023. De acordo com a plataforma, haverá chuvas moderadas e fortes que podem atingir toda a região sul, além de Rondônia, Acre, Amazonas e Roraima.

Há alta probabilidade de temporais. Foto: Juan Diaz/ContilNet

Há também alerta para o ar muito seco, com níveis de umidade entre 21 e 30%. Será a situação para o centro-oeste e norte de São Paulo, no centro, leste e norte de Mato Grosso do Sul, no sul, centro e leste de Mato Grosso, em Goiás, no Distrito Federal, no sul e leste do Tocantins, no interior da Bahia, nas áreas de sertão do Nordeste, no leste e extremo sul do Piauí, em praticamente todas as áreas de Minas Gerais, exceto na Zona da Mata mineira.

Mas também existem regiões do país que sofrerão com chuvas. Há alerta para temporais, com rajadas de ventos de até 80 km/h, como no centro e sul do Rio Grande do Sul, no Planalto Sul e norte de Santa Catarina. 

Uma frente fria avança até o litoral do Rio de Janeiro, mas já se afastando em alto-mar. Conforme o Climatempo, a frente fria é fraca e não tem força para causar grandes alterações no tempo e nem causar queda da temperatura acentuada no Sudeste.

Um sistema de alta pressão atmosférica ganha força sobre o Sudeste e o Centro-Oeste reduzindo a umidade e as condições para chuva. Ventos quentes vindos do Norte para o extremo sul do Brasil intensificam uma área de baixa pressão atmosférica sobre o Paraguai, que vai estimular mais nebulosidade e chuva sobre a Região Sul.

PUBLICIDADE