21 de fevereiro de 2024

Afroacreanidade em destaque: artista acreana realiza espetáculo musical no Sesc

A artista explora temas como pertencimento e colorismo através da música

No próximo domingo (19), às 18h, a artista acreana Narjara Saab estará presente no palco do Teatro de Arena do Serviço Social do Comércio (SESC), com o seu espetáculo musical “Afroacreanidade’’. O show fará parte da programação do projeto SESC Sons do Aquiri 2023.

Em mais um trabalho que traz o foco às mulher negras, Narjara mergulha nas inferências que construiu ao longo da vida, sendo uma mulher preta nascida e criada na Amazônia. Ela aborda questões profundas e explora temas como representatividade, pertencimento, colorismo e muitas outras questões, utilizando a música, linguagem universal, como forma de unir o público às narrativas.

Seu repertório diversificado exalta a matriz africana e inclui composições de artistas conhecidos nacionalmente e também de renomados artistas locais como: Kelen Mendes, Anderson Liguth, Saliza, Los Porongas, Moças do Samba, entre outros.

A banda que acompanhará Narjara é composta pelos músicos James Fernandes, João Gabriel e Denilson Carneiro. Os vocais ficam por conta não apenas de Narjara, mas também de Sandra Buh e Carol Di Deus. Além da presença marcante de Narjara Saab, o show contará com a presença de Mestre Matraca e Mestre Capela.

Afroacreanidade é uma apresentação musical. Foto: Divulgação

A realização do evento é uma iniciativa do Serviço Social do Comércio (Sesc), por meio do projeto Sesc Sons do Aquiri 2023, que visa, conforme o Sesc, dar destaque a artistas locais e possui o objetivo democratizar a cultura e ampliar a visibilidade do trabalho dos artistas acreanos. As apresentações ocorrem entre os dias 09 de novembro a 01 de dezembro, sendo 15 dias de apresentações distribuídos entre o Teatro de Arena do Sesc, Escolas, museus e Universidade Federal do Acre – Ufac, com todas as programações gratuitas.

Não perca a oportunidade de prestigiar esse espetáculo que promete emocionar, refletir e celebrar a riqueza da cultura afroacreana. A entrada é gratuita e a experiência é imperdível.

_________

Matéria produzida sob supervisão do editor-chefe do site, Everton Damasceno.

PUBLICIDADE