20 de fevereiro de 2024

Ozempic pirata faz mulher de 32 anos passar mal e vomitar sangue

Para perder peso rapidamente, uma mulher comprou versão não licenciada de semaglutida — o ingrediente ativo do Ozempic — na internet

Ozempic

Reprodução

Uma mulher inglesa, na tentativa de perder peso rapidamente, comprou a medicação Ozempic e acabou parando no hospital.

A vítima, Maddy, de 32 anos, comunicou à BBC que ficou gravemente doente, vomitando sangue, depois de utilizar versão não licenciada de semaglutida, o princípio ativo do Ozempic. Ela confessou ter comprado o suposto medicamento no Instagram.

Uma investigação encontrou vendedores não regulamentados que oferecem a medicação sem receita médica pela internet. O remédio chega a ser oferecido também em salões de beleza em cidades como Manchester e Liverpool, por exemplo.

Em busca de uma “rápida solução”

O pacote chegou para Maddy via correios, e ela fez a compra com o objetivo de buscar “solução rápida” para emagrecer antes de um evento. Para se ter uma ideia, foi criado um perfil no Instagram com fotos de transformações do antes e depois com corpos emagrecidos e, pior, clientes elogiando a suposta medicação.

O produto foi comprado por 200 libras, que representa pouco mais de R$ 1.200, e ela recebeu 10mg de “semaglutida” sem passar por avaliação médica. Bastou uma aplicação para que a mulher ficasse extremamente doente, acamada, chegando a vomitar sangue.

Cuidado!

Ozempic é indicado para indivíduos com diabetes tipo 2, entretanto, o aumento na procura por pessoas que querem perder peso levou a problemas de abastecimento global, com escassez para pacientes que, de fato, sofrem da doença.

É necessário estar atento à procedência das medicações. A compra de produtos de fontes não regulamentadas e ilegais é extremamente perigosa, pois eles podem conter substâncias nocivas.

PUBLICIDADE