20 de abril de 2024

Corpo de morador morto no Rio Purus segue dentro da mata aguardando perícia há quase 24h

O trabalhador braçal identificado até o presente momento como “Nena”, residente no Rio Purus, foi vítima de um assassinato na tarde desta quarta-feira (24). As informações indicam que ele foi atingido a tiros de espingarda e morreu no local.

SAIBA MAIS: Homem é assassinado a tiros na zona rural de Sena Madureira

Polícia iniciou as investigações/Foto: ContilNet

O crime se deu nas matas do Seringal Rampado, em uma área de difícil acesso que faz parte do Estado do Amazonas. Segundo consta, “Nena” estaria quebrando castanha quando foi pego de surpresa e não teve como esboçar nenhum tipo de reação.

Por se tratar de um local distante da margem do rio, o corpo permanece desde ontem dentro da floresta, aguardando o resgate.

Na manhã desta quinta-feira (25), três policiais civis de Boca do Acre (AM) e um delegado chegaram em Sena Madureira e pediram o apoio do Corpo de Bombeiros para se destacar até o local do crime. Um integrante do Corpo de Bombeiros de Sena também acompanha a missão. “Tomamos conhecimento que onde ocorreu o crime é um local de difícil acesso, longe da margem do Rio Purus. Sendo assim, se não der de entrar de barco pelo igarapé, a equipe vai a pé. Os familiares da vítima ficaram com medo de ir até lá resgatar o corpo, por isso, pediram o apoio das autoridades”, comentou o subtenente C. Queiróz.

Em relação às circunstâncias do assassinato, o que se sabe até agora é que “Nena” estava quebrando castanha em uma área que seria privada.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost