20 de abril de 2024

Na capital, 72 famílias desalojadas pelas cheias dos igarapés e do Rio Acre estão em abrigos da prefeitura

Informação foi repassada pelo prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom

O Rio Acre atingiu a marca de 14,81 metros na manhã deste sábado (24) na capital acreana, junto com os igarapés, o afluente já deixa dezenas de famílias desabrigadas. De acordo com a prefeitura de Rio Branco, 73 famílias já foram levadas para abrigos provisórios preparados para acolhe-los. Totalizando 270 pessoas, dívidas em cinco escolas na capital.

Segundo informações divulgadas pela prefeitura de Rio Branco, até o momento, 73 famílias já foram realocadas para abrigos provisórios, totalizando 270 pessoas. Além disso, cinco escolas na capital tiveram suas atividades suspensas devido às condições adversas causadas pela enchente.

O prefeito Tião Bocalom expressou alívio diante da situação atual, destacando que o número de desabrigados poderia ter sido ainda maior, comparado ao ano anterior, quando centenas de famílias foram afetadas pelas águas dos igarapés. Ele atribuiu essa melhoria à realização de trabalhos preventivos pela prefeitura, especialmente na limpeza dos cursos d’água, destacando o Igarapé São Francisco e outros igarapés na cidade.

Prefeito Bocalom destacou que os números poderiam ser piores/Foto: Suene Almeida/ContilNet

“Graças a Deus nossos igarapés desceram rapidamente. Não tivemos o evento do ano passado, em função do trabalho que a prefeitura, através da Secretaria de Cuidados com a Cidade fez, que foi a limpeza, principalmente do Igarapé São Francisco, e dos demais igarapés na capital”, ressaltou o gestor.

Para lidar com a situação emergencial, o Parque de Exposições está sendo preparado para receber as famílias afetadas a partir deste domingo (25). Bocalom enfatizou a importância de concentrar todos os desabrigados em um único local para facilitar os esforços logísticos da prefeitura, especialmente em relação à distribuição de alimentos.

“O ideal é que juntemos o máximo de famílias em um local só, pois fica mais fácil de gerenciar. Em especial a questão da alimentação. Queremos fazer uma cozinha única, para servir uma comida quentinha para nossas famílias”, destacou.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost