26 de maio de 2024

Fiança de Daniel Alves foi paga por grupo de amigos, aponta jornal

Um jogador em atividade pode estar entre os que colaboraram com o pagamento do valor que tirou Daniel Alves da cadeia provisoriamente

Condenado a quatro anos e meio de prisão por estuprar uma mulher no banheiro de uma boate em Barcelona, no final de 2022, o jogador Daniel Alves deixou a prisão após quase 14 meses. Nessa segunda-feira (25/3), ele saiu do centro penitenciário de Brian 2 após um grupo de amigos arcar com a fiança de um milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões). A informação é do portal La Vanguardia.

Neymar foi apontado em um primeiro momento como possível financiador do valor da fiança. Após a repercussão, o pai do jogador veio a público afirmar que não se envolveria com a questão naquele momento. Segundo o canal Tudn, do México, o holandês Memphis Depay, que atualmente joga pelo Atlético de Madrid, mas foi companheiro de Daniel no Barcelona, contribuiu com o montante que permitiu o pagamento da fiança.

Apesar de possuir um patrimônio estimado em cerca de 60 milhões de euros (em torno R$ 324 milhões), Daniel Alves está impossibilitado de movimentar algumas contas em razão de uma disputa judicial com a ex-mulher, Dinorah Santa.

Diante disso, um grupo de amigos do jogador fez um empréstimo para que o valor estabelecido pela Justiça da Espanha para que ele pudesse obter a liberdade provisória. Uma das garantias utilizadas pelos advogados para que a transação ocorresse foi o valor que Daniel Alves tem a receber do Fisco espanhol, 6,8 milhões de euros (R$ 36,6 milhões) ao todo.

Condenado por estupro, Daniel Alves é solto após pagar fiança - Barcelona, Espanha

David Zorrakino/Europa Press via Getty Images

Restrições impostas pela Justiça

Além do pagamento da fiança, Daniel Alves terá que cumprir com uma série de exigências da Justiça da Espanha para que ele permaneça em liberdade provisória. Entre elas está se manter ao menos mil metros de distância da residência e do local de trabalho. Nenhum tipo de contato com a vítima será permitido.

Daniel Alves teve ainda seus passaportes confiscados, para evitar que ele deixe o país. O jogador ainda terá que se apresentar ao Tribunal de Barcelona sempre que for requisitado.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost