Após sair de presídio e largar o crime, acreano se destaca como empresário e cria ‘sanduíche gigante’

Depois de passar cerca de 14 anos preso homem abandonou o vício em drogas e se tornou empresário

Depois de impressionar as redes sociais através do tamanho de seus sanduíches, Ricardo Cordeiro da Silva, de 37 anos, contou sua trajetória de vida exclusivamente ao ContilNet, mostrando como sempre existe a chance de dar a volta por cima.

Hoje empreendedor, o dono da lanchonete conta que durante 14 anos de sua trajetória passou em situações ligadas ao crime. “Quando eu comecei a entrar no crime, conheci a cocaína, eu acabei me viciando. Nem eu mesmo acreditava que um dia eu ia me libertar daquela situação”, conta ele.

SAIBA MAIS: Lanchonete do Acre viraliza ao mostrar ‘X-Rycael’, sanduíche gigante: “Olha o tamanho do bichão”

Por conta das dívidas com os traficantes, oriundas de seu vício, não via saída senão tentar roubos e furtos para conseguir quitar suas dívidas. “Na primeira vez, passei dois anos e seis meses preso. Não escutava ninguém, então quando saí continuei me afundando mais e mais no mundo do crime”.

A lanchonete ficou famosa por vender sanduiche gigante/Foto: Cedida

Ele explica que além da primeira passagem, ficou em restrição de liberdade por quase cinco anos, sendo detido novamente 14 dias após sua liberação, ficando mais quatro anos, após isso, mais três.

“Eu olhei no espelho certo dia, tinha usado droga e me deu uma depressão. Tentei até tirar minha própria vida, mas eu acreditava no propósito de Deus, que ele tinha para minha vida”, comentou.

Ele conta ainda que o amor foi uma das coisas que lhe deu forças para se livrar do vício, e que o casamento foi um ponto crucial de sua trajetória. “Tudo começou quando iniciei as vendas de castanha cristalizada, mas logo comecei a vender açaí cremoso e deixei a castanha. Muita gente fazia pedido, mas buscava um lugar pra comer um lanche ou alguma outra coisa junto, então comprei uma chapa e comecei a fazer, assim pediam tudo junto, o açaí e o lanche”, explicou.

Ao todo, o empresário passou cerca de 14 anos preso e reconstruiu a vida através da comida/Foto: Cedida

Com o tempo veio a ideia de fazer um sanduíche característico para o local, e a ideia de torná-lo algo grande surgiu, mas veio de maneira mais literal do que o esperado. “Queríamos fazer um ‘A Moda da Casa’, mas de um jeito diferente, então fomos tentando e montamos ele e graças a Deus fez o maior sucesso”, revelou.

Por fim, Silva deixa um recado para aqueles que possivelmente ainda seguem no ‘mundo do crime’, para que não desistam e busquem maneiras de se desvencilhar dos maus hábitos. “Você que ainda tá perdido, que é de facção, que está no mundo do crime, não é tarde cara. Sai dessa. Isso é uma ilusão. Eu já fui tentado várias vezes, várias pessoas já tentaram me matar, ‘amigos’ que andava comigo do meu lado, mas graças a Deus eu estou aqui contando a minha história para vocês, dizendo que o crime não compensa compensa”, encerra ele.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost