Correios do Acre suspendem a greve após decisão do Tribunal Superior do Trabalho


Tribunal decidiu pela cobrança de mensalidade dos funcionários da estatal e de seus dependentes

ASTORIGE CARNEIRO, DA CONTILNET

O que parecia uma nova situação de conflito teve um fim inesperado na noite desta segunda-feira (12). Os trabalhadores dos Correios no Acre optaram pela suspensão da greve, logo após o Tribunal Superior do Trabalho (TST) anunciar a alteração nas regras do plano de saúde dos Correios e autorizar a cobrança de mensalidade dos funcionários da estatal e de seus dependentes.

Greve no Acre havia sido deflagrada na última segunda (12). Foto: Reprodução

A decisão ocorreu durante nova paralisação dos funcionários dos Correios, que começou na noite de domingo (11) e atingiu 22 Estados e o Distrito Federal. Pela decisão, o valor da mensalidade dependerá da renda do trabalhador. O TST também alterou as regras de coparticipação – parte do valor de consultas e procedimentos que o funcionário divide com a empresa.

Os funcionários no Acre voltaram ao serviço nesta terça-feira (13). Entretanto, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos do Acre (Sintect-AC), Edson Pinheiro, alerta que a situação pode mudar a qualquer momento.

“Diante do resultado do dissídio no TST, com relação ao plano de saúde, a categoria decidiu suspender a greve e manter o ‘estado de greve’. Ou seja, a partir desta terça (13), quem estava na greve vai retornar ao trabalho. Mas, a qualquer momento, a greve pode ser retomada caso não continuem as negociações”, disse Pinheiro.

Entre as reclamações da categoria, estão a cobrança de mensalidades e retirada de dependentes do plano de saúde, redução da carga horária e do salário de funcionários da área administrativa, alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Salários, entre outras.

comentários

Outras Notícias

Veja Também