Trio é condenado a 86 anos de prisão por executar e esconder corpos de compradores de gado em 2017


Os três cumprirão a pena em regime fechado; Crime ocorreu no Ramal do Mutum

SAIMO MARTINS, DA CONTILNET

A justiça acreana determinou a condenação de três envolvidos na morte  e ocultação de cadáveres dos compradores de gado Fernando de Oliveira e Jean Carlos ocorrida . A pena fixada foi de 86 anos e 10 meses de prisão, pelos crimes de duplo latrocínio e dupla ocultação de cadáver. A sentença foi proferida no última segunda-feira (30).

Charles Fernandes de Araujo recebeu a maior sentença: 31 anos 10 meses e 15 dias em regime fechado. O segundo envolvido, Jessé Oliveira Rodrigues, foi sentenciado a 27 anos três meses e 15 dias, também em regime fechado e Irades da Silva Barros Filha teve pena fixada em 27 anos e seis meses de prisão. 

Entenda o caso

O crime ocorreu em julho de 2017, na Colônia As Moreninhas, no Ramal do Mutum, em Rio Branco. Os três acusados, conforme a denúncia, agindo juntos e usando violência, roubaram R$ 4 mil e dois celulares das duas vítimas.

Ainda de acordo com os autos do processo, extrai-se que a violência empregada para o crime resultou na morte dos compradores de gado. Logo em seguida, os três ocultaram os cadáveres, e consequentemente enterra-los.

Com informações da Agecom TJAC

comentários

Outras Notícias

Veja Também