Rio Branco, Acre,





Novembro Azul: mês de conscientização que pode salvar a sua vida


Foto capa MAÍLA HIERT, PARA CONTILNET

Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro, dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

No Brasil o intuito de termos o Novembro Azul é justamente o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, a dita “dedada” que muitos homens acham que os tornará menos “macho”.

Mas coisa de “macho” mesmo é ter a mente aberta e não se importar com o que os colegas e amigos irão dizer e cuidar da saúde e bem-estar. Mais “macho” ainda é ir ao médico, fazer exames preventivos e ainda dizer para os “machos” da sua família, roda de amigos e colegas de trabalho que você já fez e que eles deveriam fazer o mesmo.

Câncer de próstata não é brincadeira assim como nenhuma outra doença, mais o tabu tem feito com que muitos homens deixem de fazer o exame, o qual é realizado por profissionais qualificados e não por qualquer um… O preconceito em relação ao exame de toque ainda é muito grande, e muitos até fazem bullying.

Ame a si mesmo, primeiro, antes de qualquer coisa. Não queira deixar de conhecer lugares e pessoas para fazer um tratamento de uma doença que poderia ter sido evitada, ou até mesmo deixar sua família em um estado de extrema tristeza com o seu falecimento. Cuide-se, se ame!

 

Entidades governamentais e particulares estão fazendo campanhas para conscientização contra o câncer de próstata e outras doenças também, pra quebrar o tabu de que homem não precisa ir ao médico. Inclusive, a FitDanceAcre está realizando um evento de dança no ginásio de Porto Acre, no sábado (10), às 16h, em homenagem ao Mês Novembro Azul.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários

Outras Notícias