Rio Branco, Acre,





Educação nega distribuição de merenda estragada em escolas municipais de Tarauacá


Secretaria Municipal de Educação de Tarauacá se manifestou após denúncias feitas pela vereadora Neirimar Cornélia (PDT).

CARINA MENEZES, DO CONTILNET

A Secretaria de Municipal de Educação de Tarauacá esclareceu nesta quarta-feira (10) algumas questões relacionadas à merenda escolar da rede municipal de ensino após denúncias da vereadora Neirimar Cornélia (PDT), conhecida por “Veinha”, feita ao ContilNet na terça-feira (09).

Segundo o secretário de Educação, cabo Orlando, as denuncias feitas pela vereadora de que o setor de merenda escolar estaria distribuindo laranjas podres aos alunos das escolas municipais não procedem. “Isso é um absurdo e uma falta de respeito para com os nossos gestores escolares, pois, todos nós, prezamos por uma educação com ética e dentro da legalidade”, declarou.

Orlando disse que as fotos utilizadas pela parlamentar para relatar a situação foram feitas com intenção de denegrir a gestão da prefeita Marilete Vitorino, uma vez que as imagens não correspondem ao produto que seria entregue às crianças.

“O que houve, foi que dá quantidade geral que foi entregue, a escola separou algumas que não estavam em condições de serem consumidas, como está exposto na imagem que mostra vários sacos de laranjas em ótimo estado de conservação e de uso”, explicou.

Segundo secretário as laranjas estavam sendo separadas e não seriam consumidas pelas crianças/Foto: Reprodução

Ainda de acordo com o gestor, a secretaria tomará providencias sobre as denúncias para que sejam esclarecidas. “A Secretaria Municipal de Educação de Tarauacá, tomará as providências necessárias para que a verdade prevaleça e qual foi essa escola que serviu merenda estragada para seus alunos, pois, se aconteceu, tomaremos todas as medidas legais, caso contrário, também”, enfatizou.

O diretor da escola municipal Jose Augusto de Araújo, uma das visitadas pela vereadora e onde foram feitas as imagens, Aderlandio França, também se manifestou sobre o ocorrido. França negou que as laranjas fossem ser distribuídas na merenda.

“Todos nós gestores temos muito cuidado quanto a isso, sabemos dos riscos e perigos. Jamais isso iria acontecer. Em nenhum momento aparece alunos se alimentando, a foto foi batida após a separação das laranjas boas das ruins. Se houve a separação, com certeza não iria ser dado aos alunos, muito pelo contrário”, declarou o diretor.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também