Rio Branco, Acre,


Sinhasique diz que ExpoAcre este ano será uma feira de negócios e não um arraial

Feira contará com a participação de empresários do Peru, de Rondônia e Amazonas e terá até um robô que repete gestos humanos como atração

Um robô, com 2 metros de altura, com capacidade de repetir gestos humanos como caminhar, apontar e outros gestos, será uma das grandes atrações da Expoacre 2019, o maior evento de negócios do Estado, a ser realizada em Rio Branco entre os dias 27 de julho e quatro de agosto. O robô, pertencente ao Sebrae, parceiro do Governo Estado na promoção do evento, faz parte de um processo conhecido como machine learning, cuja tradução se relaciona à crescente capacidade humana de aprendizado em relação às máquinas capazes de desempenhar atividades e funções que antes ficavam restritas aos seres humanos, tornando-os agentes autônomos. Em 57 anos de Estado do Acre, a Expoacre 2019 será a de versão de número 46.

Robô do Sebrae será atração na feira/Foto: reprodução

A informação sobre a automação de parte da feira agropecuária acreana e a primeira executada sob responsabilidade do atual governo que anuncia o agronegócio como seu principal programa de desenvolvimento da economia estadual, foi dada, nesta segunda-feira (17), pela secretária de Estado de Empreendedorismo e Turismo do Governo do Acre, Eliane Sinhasique.

De acordo com a secretária, mesmo que a feira passe agora a ter demonstrações de máquinas inteligentes que conseguem, através de softwares de alta complexidade, realizar atividades sozinhas, com a quase redução de  necessidade de botões e formulários, respondendo à simples comandos de voz e reconhecendo imagens e até prever possíveis falhas, a Expoacre terá, claro,  aquilo que é a sua principal razão de razão de ser: a realização de negócios e entretenimento, com shows de artistas consagrados nacionalmente, a realização de rodeios, comércio e exposição de produtos, inclusive internacionais.

Secretária Eliane Sinhasique/Foto: Marcos Vicentti/Secom

Uma das grandes novidades de Expoacre 2019 é a volta das cavalgadas, proibidas em governos passados. Na versão desde ano, animais e comitivas saem da Gameleira, no Segundo distrito da cidade, no dia 27 de julho, um sábado, e andam até a rotatória da Sabenauto, na Via Chico Mendes, onde os animais começam a se dispersar à altura da entrada de acesso à Arena da Floresta. O ponto alto, no em tanto, serão os shows nacionais. A dupla Jorge e Mateus se apresenta no primeiro domingo da feira, dia 28 de julho, e a cantora Marília Mendonça no dia 31 de julho. “Mas vamos ter uma festa inédita de Das, com a participação de Djs locais e uma apresentação nacional”, disse a secretária.

Os valores dos ingressos e locais de venda serão divulgados assim que o Governo do Estado completar a programação, incluindo os itens relacionados à segurança pública, que ainda estão sendo objetos de seguidas reuniões com os gabinetes correspondentes, disse Sinhasique.

A Expoacre 2019 terá inclusive as atrações internacionais. Do Peru virá um estande de exposição de produtos da vizinha República peruana, país que enviará ao evento um número ainda não especificado de empresários interessados em manter e expandir negócios com o Brasil, através do Acre. Os empresários peruanos, já faz algum tempo, já participava do evento de forma tímida, mas agora estão mais seguros e audaciosos.

O faturamento da feira em 2018, mesmo em diminutos quatro dias, no governo passado, superou a casa dos R$ 90 milhões em negócios. A secretária Eliane Sinhasique disse que trabalha para que o número seja superado e as expectativas são as melhores possíveis, envolvendo a venda, através de financiamento da rede bancária, de máquinas pesadas, e de leilões de animais. “Vai haver festa, sim, mas a Feira não será mais um arraial. Será um local de entretenimento e negócios”, disse a secretária, ao anunciar que devem vir ao Acre, além dos peruanos, investidores dos estados vizinhos de Rondônia e Amazonas. “Será uma festa amazônica”, definiu. “Este não é um evento da Secretaria que eu tenho a honra de dirigir. É um evento do Governo, no qual todas as secretarias e todo o Governo estão empenhados, sem disputa por espaço ou interesses que não seja o interesse público”, disse a secretária. Elia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Últimas Notícias

Recomendado para você